Neste sábado (20), Alberto Valentim, mais feliz que nunca e de bem com a vida. O treinador do Furacão teve apenas uma oportunidade de comandar o Furacão na Sul-Americana, e isso já bastou para ser campeão do torneio continental. O time paranaense venceu o Bragantino por 1 a 0, no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, e conquistou o título da competição. 


“Sempre falei que tinha um sonho em voltar como treinador e ser campeão aqui. Tive uma passagem muito legal como atleta. É o dia mais feliz da minha carreira”, afirmou Valentim em entrevista coletiva. O técnico assumiu o comando do time no início de outubro, após o Furacão conquistar a vaga na final da competição ainda com o interino Paulo Autuori. Valentim estava sem nenhuma equipe desde que foi demitido do Cuiabá, em maio. 
 



 

Além do título conquistado neste sábado (20), o treinador foi campeão carioca pelo Botafogo (2018) e mato-grossense pelo Cuiabá (2021). Ex-jogador, o comandante da equipe rubro-negra atuou pelo Athletico-PR em duas passagens: 1996--99 e 2008-09. Ele, inclusive, encerrou sua carreira no time paranaense há pouco mais de uma década. Anos depois, iniciou sua trajetória à beira do campo como auxiliar-técnico no próprio Furacão e depois exerceu o mesmo cargo no Palmeiras. Mas foi em 2017 que assumiu a função de treinador com passagens pelo RB Brasil, Palmeiras, Botafogo, Pyramids, Vasco, Avaí e Botafogo.
 

O gol que deu o título ao Furacão saiu dos pés de Nikão, aos 28 minutos do primeiro tempo. Até a definição do técnico, durante a disputa do torneio internacional, o time paranaense foi comandado por António Oliveira e também pelo auxiliar Bruno Lazaroni. O próximo duelo do Athletico-PR será contra o São Paulo, na quarta-feira (24), às 21h30, no Morumbi, pela 34ª rodada do Brasileirão. Atualmente, a equipe rubro-negra possui 41 pontos e ocupa a 13ª colocação.