No próximo dia 29 de outubro, o Brasil irá parar para assistir a grande final entre Athletico-PR e Flamengo pela Copa Libertadores, às 17h, no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, no Equador. As duas equipes brasileiras irão disputar o maior título sul-americano. De um lado, Felipão, treinador com dois títulos na competição, indo em busca do primeiro do Furacão e, do outro lado, Dorival Júnior, que busca o tri para o Flamengo. A final será em um único jogo, relembrando que quem ganhar traz o troféu para o Brasil. 


Após a vitória do Athletico-PR no clássico contra o Coritiba, Felipão falou sobre a final. Ele experiente no torneio, afinal, ganhou em 1995, com o Grêmio e em 1999 contra o Palmeiras afirmou que o favoritismo na final para o Flamengo: “Só dessa forma. Se a gente analisar os jogadores do Flamengo, no geral, sabemos que eles têm mais condições que nós."

 


O treinador ainda ressaltou que por mais que ele diga isso, a sua equipe ainda tem muita vontade de vencer, que esse é o espírito do seu time para enfrentar o Flamengo: “Mas pode ser que eles não tenham o mesmo espírito que nós. A mesma vontade de ser campeão da Libertadores. Nós precisamos fabricar alguma coisa para ser igual o Flamengo, e para ter essa igualdade precisamos ter esse espírito.”

 


O treinador do Furacão ainda voltou a ressaltar o espírito para grande final: “Esse espírito que vencemos em La Plata o Estudiantes nas quartas-de-final, vencemos o bicampeão Palmeiras. Então esse é o espírito. Começando dessa forma, eu ainda tenho mais dois jogos para formatar a equipe que complique o Flamengo.” - Antes de enfrentar o Athletico, o Flamengo tem outra final pela frente, dessa vez pela na da Copa do Brasil, contra o Corinthians, na próxima quarta-feira (19), além de enfrentar Santos e América-MG pelo Brasileirão. Já o Furacão, entra em campo pelo Brasileirão, contra o Bragantino e o Palmeiras.