O vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, e o diretor de futebol do clube carioca, Bruno Spindel, estão na Europa negociando com quem pode ser o novo treinador do Rubro-Negro. Dentre as reuniões que a dupla teve, uma teria acontecido na casa de Jorge Jesus, na noite da última segunda-feira (21). Na manhã de hoje (22), surgiu a informação de que o Mister teria aceitado retornar ao Fla e disse “sim” à possibilidade.

Neste caso, ficaria faltando o Mengão negociar com o Benfica a liberação do português. O clube europeu não ficou satisfeito com a condução das tratativas e surge com a possibilidade de dificultar uma saída, mesmo tendo contratado o técnico logo após o mesmo ter renovado contrato no Rio de Janeiro. 

Bruno Spindel chamou a responsabilidade ao conceder entrevista à CNN Portugal e falou a real sobre o que está acontecendo nos bastidores: “O Jorge Jesus é um profissional de primeiro nível, fez um trabalho maravilhoso, é nosso amigo. É natural que tenhamos o desejo de que seja treinador do Flamengo, preenche todos os requisitos. É um desejo do Flamengo e afirmo que não fizemos qualquer proposta”, disse o dirigente. 

“Há uma série de conversas que têm de acontecer para o Jorge Jesus vir, como qualquer outro treinador com contrato. Existem várias alternativas em cima da mesa”, acrescentou Spindel. Vale lembrar que a multa rescisória de JJ no Benfica é de quase R$ 40 milhões de reais, porém o montante vem caindo com a aproximação do término de contrato, que é válido até junho de 2022. 

Muitos flamenguistas ficaram empolgados com a notícia que o portuga disse “sim” ao Flamengo e que a volta poderia estar ainda mais próxima. Entretanto, conforme reiterado pelo próprio Bruno Spindel, ainda acontecerão algumas negociações até que um acordo seja feito, sendo vantajoso para ambos os lados envolvidos no diálogo.