Nico Hülkenberg está, oficialmente, confirmado como piloto da Haas para a temporada de 2023 da Fórmula 1. O alemão vai entrar no lugar do compatriota Mick Schumacher, que deixa a equipe norte-americana ao fim desta temporada. O dinamarquês Kevin Magnussen já tinha sido anunciado para a outra vaga. Com a notícia, o grid da categoria está completo para o próximo ano. 

Ao longo do GP de São Paulo, a Haas tinha confirmado que faria o anúncio do segundo piloto para 2023 nesta semana. Às 2h desta quinta-feira (17), houve o comunicado da saída de Schumacher, que não terá equipe para correr na F1. Logo depois, às 2h30, Hülkenberg é oficializado como o titular do time norte-americano para o próximo ano. O contrato tem duração por uma temporada. 

Hülkenberg se tornou uma espécie de "reserva" oficial nas últimas temporadas da F1. Ele tem sido o substituto de pilotos que testaram positivo para Covid-19, caso de Sebastian Vettel, da Aston Martin, em duas corridas no começo desta temporada. Ele chegou à categoria pela Williams em 2010 e acumula passagens pela Force India, Sauber e Renault. Com a Haas, ele retorna ao grid como piloto titular pela primeira vez desde 2019. 

"Estou muito feliz por conseguir um assento de corrida em tempo integral com a Haas em 2023", disse Hülkenberg. "Sinto que nunca deixei a Fórmula 1. Estou animado por ter a oportunidade de fazer o que mais amo novamente e quero agradecer a Gene Haas e Guenther Steiner pela confiança. Temos trabalho pela frente para poder competir com todas as outras equipes no meio do pelotão e mal posso esperar para entrar nessa batalha novamente", afirmou o alemão.