Após a morte da rainha Elizabeth II, a Inglaterra tem um novo rei: Charles III. Com o aumento da circulação de fotos do monarca, muito começou a se comentar sobre os dedos inchados e as mãos vermelhas dele. Ao jornal "Daily Star", Gareth Nye, professor da Universidade de Chester, no Reino Unido, explicou a situação.

Em 2012, o próprio Charles aproveitou uma viagem para a Austrália para brincar sobre os seus "dedos de salsicha". O monarca explicou que sofre com essa condição há anos. Aos 73 anos de idade, o rei pode estar sofrendo com alguns problemas ligados à idade ou outras causas, como retenção de água.

O que pode ser?

Segundo Nye, o problema é chamado de edema ou oedema. Essa situação faz com que o organismo retenha fluidos. “O edema é uma condição em que o corpo começa a reter fluidos nos membros, normalmente nas pernas e tornozelos, mas também nos dedos, o que os faz inchar”, explicou. Essa condição é mais comum em mulheres, mas pessoas mais velhas também podem desenvolver, principalmente em altas temperaturas.

Outras possibilidades também podem explicar. O rei Charles III pode sofrer de artrite, condição mais comum em pessoas acima de 60 anos e que costuma aparecer nas articulações dos dedos. Essa doença afeta tecidos do corpo e pode fazer com que a articulação perca sua função. Por fim, uma suposta dieta rica em sal ou medicamentos específicos podem causar a retenção de líquidos.

Preocupação

Há uma grande preocupação com a saúde do rei, principalmente pela situação da Rainha Elizabeth II antes de morrer. Em foto em que cumprimentava a nova primeira-ministra Liz Truss, a monarca aparecia com a mão em cor arroxeada, o que pode indicar alguma doença vascular periférica, onde a circulação sanguínea não funcionava bem. Além disso, também poderia ser uma insuficiência cardíaca ou uma falência geral dos órgãos.