Na vice-liderança do Campeonato Brasileiro com 10 pontos e classificado para próxima fase da Copa do Brasil, entretanto o Santos entende que terá uma temporada difícil. Com um momento financeiro delicado, a diretoria do Peixe está buscando atender as exigências do técnico Fabián Bustos. 

 

Durante o programa ‘Os Donos da Bola’, da rádio Bandeirante, o comentarista Neto destacou que a instituição vem desperdiçando um grande potencial de receita. O comunicador ressaltou que o Clube poderia atuar em um estádio com a capacidade maior, já que a Vila Belmiro possui um limite menor, se comparados a outros estádios de São Paulo. 

“O Santos, para mim, é o maior clube do mundo. Só que não pode jogar para 12 mil pessoas e achar que está legal. O Santos é muito maior que a Vila Belmiro. Todos os jogadores que saíram do Santos, dá para fazer um estádio. O que o Santos vai dar para ser sócio? Se tiver 60 mil sócios, 30 mil sócios não vão estar no estádio. Precisa ser grande fora também. Não pode um jogador como o Ricardo Goulart ganha mais (no mês) que a renda ontem. O Santos não pode mais viver nessa situação! Jogou muito bem (contra o Coritiba), que possa fazer um ano diferente”

Neto ressaltou ainda que a dependência do Santos ao presidente Andrés Rueda prejudica a equipe. O apresentador ainda projetou o futuro do Clube sem o atual presidente, onde acredita que irá falir com a ausência do dirigente. “Todos os presidentes que fizeram mal ao Santos deveriam ser responsabilizados pelo dinheiro jogado no esgoto. Ou esse dinheiro foi colocado na Suíça”.

“Não é possível que um clube que vendeu mais de R$ 1 bilhão em jogadores ter que ficar fazendo vaquinha para pagar folha salarial. Imagina o Santos com quatro jogadores titulares? Um zagueiro, dois meias e um centroavante. O Marcos Leonardo foi vendido para o Grupo City. Não pode vender os meninos e brigar contra o rebaixamento no Paulista. Vamos supor que o Andrés Rueda não queira mais ser presidente do Santos. O Santos quebra! Tá certo isso? Tá errado!”, concluiu.