O Santos segue se preparando para o confronto contra o Flamengo, neste sábado (2), na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Todos os ingressos colocados à venda foram esgotados e a promessa é de um grande confronto. O Alvinegro Praiano conseguiu descansar muitos jogadores para essa partida e quer valer o mando de campo para conquistar os 3 pontos.

Nos bastidores, a direção santista precisa resolver uma situação o quanto antes do meio-campista Jobson, que não está nos planos de Fabián Bustos, consequentemente não joga e está treinado em separado. O atleta ficou animado com a possibilidade de voltar para o Náutico, mas o Peixe rechaçou a oferta e não aceitou pagar 100% do salário, algo que o clube nordestino queria.

Jobson está incomodado com a situação porque quer jogar, se sente útil e deseja demonstrar que não é um jogador qualquer, tem suas qualidades e precisa entrar em campo para mostrar isso. Seus representantes também querem resolver logo o futuro do jogador e buscam melhores propostas. O Santos topa fazer qualquer tipo de acordo, desde que não seja para pagar seu salário integralmente.

Bustos não deu maiores explicações pela não utilização do atleta e segue focado nos jogadores que ele enxerga ser as melhores opções. Jobson teve bons momentos com a camisa santista, é um meio-campista técnico, mas ao que parece, falta intensidade, algo exigido pela atual comandante do Alvinegro Praiano.

O meia se sente desvalorizado na Vila Belmiro, principalmente porque não teve chances para mostrar ao Bustos que ele poderia estar errado. O atleta tem 26 anos, ainda tem uma carreira longa pela frente e pode desempenhar sua melhor qualidade em outro clube.