O Palmeiras está classificado para a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2022, já que venceu o São Paulo por 1 a 0, neste sábado (22), na Arena Barueri, em jogo válido pela semifinal da competição. As Crias da Academia seguem em busca da conquista inédita, porém, o espetáculo alviverde foi interrompido por cenas lamentáveis. Isso porque, aos 50 minutos do segundo tempo, torcedores do São Paulo invadiram o gramado para tentar agredir os jogadores do Verdão.

Os indivíduos precisaram ser contidos pelos próprios jogadores do São Paulo, numa confusão que durou cerca de seis minutos. Para piorar a situação, uma faca foi encontrada no gramado, que foi entregue à arbitragem. Segundo o GE, o lateral-esquerdo do Palmeiras, Ian, achou a arma branca no campo de jogo, e, após o apito final, prestou depoimento na Arena Barueri, assim como o zagueiro Lucas Freitas, que foi confrontado por um torcedor tricolor.

Com medo do pior acontecer, os jovens jogadores do Verdão chegaram a pedir para que o jogo terminasse, mas o árbitro da partida deu reinício à decisão para a disputa de mais dois minutos previstos em acréscimo. Com o término da semifinal, as Crias da Academia seguiram direto para os vestiários. O portal ‘UOL Esporte’ apurou junto à Federação Paulista de Futebol que quatro torcedores foram detidos no Jecrim (Juizado Especial Criminal), para prestar depoimentos.

Após a partida, o técnico do Palmeiras, Paulo Victor Gomes, lamentou a invasão de campo na Copinha: “A gente não tem controle sobre este tipo de situação. Ficamos chateados, tentamos controlar os atletas e fazer o que deu para fazer”, relatou o comandante alviverde em entrevista ao SporTV. As crias do Verdão voltam a campo nesta terça (25), para enfrentar o Santos na final da Copa São Paulo, sendo que o local e horário do jogo ainda precisam ser confirmados pela FPF.