Estreou nessa semana um novo thriller francês na Netflix: chama-se "A Sentinela", que tem como estrela a atriz Olga Kurylenko, que fez vários trabalhos famosos, como por exemplo, na franquia "007".

No longa-metragem, ela interpreta Klara, uma mulher de 33 anos que trabalhou junto ao exército francês durante alguns anos. Depois de voltar da Guerra da Síria, onde presenciou várias situações aterradoras, ela volta para a França à procura de paz.

Por isso, ela vai morar em Nice, ao lado da mãe e da irmã, Tania (Marilyn Lima). A tranquilidade de Klara é quebrada quando ela recebe uma notícia terrível: uma noite, Tania vai a uma boate e é encontrada à beira da praia, estuprada e agredida.

A partir de então, Klara fará de tudo para buscar os agressores de sua irmã e vingá-la, usando tudo o que aprendeu em seu tempo no exército. Suas buscas a levam ao filho de um oligarca russo chamado Yvan Kadnikov (Andrey Gorlenko), que pode ter a ver com o crime cometido contra Tania.

Em "A Sentinela", temos um filme cheio de ação e suspense, que prende a atenção por conta da história de vingança de Klara, muito bem interpretada por Kurylenko. O filme tem uma direção correta e um final surpreendente, apoteótico. Veja a crítica no vídeo acima.