arrow_drop_down
search
Membros da delegação do Boca Juniors seguem detidos após confusão no Mineirão

Futebol Libertadores

Membros da delegação do Boca Juniors são acusados de agressão, lesão corporal e depredação e seguem detidos em BH

Os membros da delegação do Boca Juniors seguem detidos em frente a uma delegacia em Belo Horizonte, após confusão no Mineirão contra o Atlético-MG

Bolavip

Membros da delegação do Boca Juniors seguem detidos após confusão no Mineirão

Membros da delegação do Boca Juniors seguem detidos após confusão no Mineirão (Foto: Reprodução/Twitter TNT Sports)

Os membros do Boca Juniors seguem detidos em frente a uma delegacia em Belo Horizonte, em Minas Gerais, após a eliminação na atual edição da Libertadores contra o Atlético-MG. De acordo com informações veiculadas pelo UOL Esporte, ainda não há previsão de liberação para a delegação da equipe argentina.

Conforme revelado pelo jornal O Tempo, oito pessoas da comissão foram acusadas de agressão, lesão corporal e depredação de patrimônico público: os atletas Javier García, Carlos Zambrano, Carlos Izquierdoz, Marcos Rojo e Sebastián Villa, além de Fernando Gayoso, Leandro Somoza e Raúl Cascini.

Após prestação de depoimento na 6ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Belo Horizonte, os principais envolvidos no caso tiveram que se dirigir a outra delegacia por recomendação da Polícia Militar, ainda segundo o veículo de comunicação. 

Boca Juniors
Jogadores do Boca Juniors abraçados. Foto: Getty Images

Vale destacar que, por causa da confusão no estádio Mineirão e da detenção, os argentinos perderam o voo para Buenos Aires, na Argentina. Com isso, a viagem de volta precisou ser remarcada.

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.