Nesta terça-feira (14), começa a tão aguardada fase de grupos da UEFA Champions League, que terá várias partidas entre times importantes. O atual campeão é o Chelsea, que bateu o Manchester City por 1 a 0 em maio deste ano, e conquistou o segundo título europeu de sua história. A defesa do título começa amanhã, contra o Zenit, em Stamford Bridge, às 16h (horário de Brasília).

Em entrevista coletiva pré-jogo, o técnico dos Blues Thomas Tuchel rechaçou qualquer favoritismo: “O mais importante é não olhar para trás, é manter o sentimento e o desejo. Esse sentimento cria uma fome por mais. É viciante. Em geral esse esporte é sobre vencer. Vencer muda seu sentimento, a atmosfera do estádio”.

O alemão ainda diz que nem se lembra diariamente da Champions League conquistada: “Falando em troféus, é obviamente o maior título que ganhei até agora. Foi uma grande noite e uma grande experiência. Mas, honestamente, parece que foi há muito tempo. E é necessário que eu me sinta assim. Estamos todos focados em amanhã”.

No fim de semana, o Chelsea obteve uma boa vitória em casa sobre o Aston Villa, em partida na qual Romelu Lukaku balançou as redes pela primeira vez em Stamford Bridge, fazendo logo dois gols. Os Blues estão em segundo lugar na Premier League, atrás apenas do Manchester United pelo critério dos gols pró.

O Chelsea está no Grupo H da Champions League, junto com Malmö, Zenit e Juventus. Especialmente pela perda de Cristiano Ronaldo para o Manchester United, a Velha Senhora perdeu a credencial de principal favorita a avançar em primeiro lugar, colocando os Blues nesse patamar.