Agora é oficial. Na noite desta sexta-feira (5), o Barcelona anunciou o ex-meia e ídolo Xavi Hernández como novo treinador da equipe. Ele chega com um contrato até a temporada 2023-24, e o Barça terá de pagar 5 milhões de euros (R$ 32,02 milhões) ao Al-Sadd, do Catar, clube onde o treinador estava trabalhando até esta semana.

Jogador do Barcelona entre 1991 e 2015, Xavi é o segundo jogador que mais atuou com a camisa do clube. São 767 partidas disputadas, atrás apenas de Lionel Messi, que foi para o PSG em agosto, e entrou em campo 778 vezes com a camisa azul e grená. Do elenco atual, Busquets (634) e Piqué (566) são os que mais jogaram.

Xavi jogou pelo Al-Sadd de 2015 a 2019, e virou treinador do clube logo após o encerramento da carreira. Ele conquistou sete títulos como comandante da equipe, entre eles uma Qatar Sports League e duas Copas do Emir. O Barcelona é o primeiro clube europeu que ele comanda, substituindo Ronald Koeman, outro ídolo.

O grande desafio do ex-camisa 6 é tentar repetir a história feita em 24 anos como jogador. São oito títulos do Campeonato Espanhol, quatro da Champions League, três da Copa do Rei e dois do Mundial de Clubes, entre outras conquistas menores. Com a seleção espanhola, Xavi conquistou duas Eurocopas e uma Copa do Mundo.

Seu primeiro grande desafio será neste fim de semana, em partida contra o Celta de Vigo, no Balaídos. O Barcelona está em nono lugar no Campeonato Espanhol, com 16 pontos, nove atrás da líder Real Sociedad. Na Champions League, a equipe vem de duas vitórias sobre o Dínamo de Kiev, e ocupa a segunda posição no Grupo E.