Líder do Brasileirão com uma vantagem de 10 pontos para o segundo colocado, Palmeiras com 55, o Atlético Mineiro já está com a mão na taça, mas não pretende diminuir a frequência para os próximos jogos. São três vitórias e duas derrotas nos últimos cinco jogos, somando 20 vitórias em 30 partidas disputadas, totalizando 65 pontos no Brasileirão.  

Guilherme Arana foi o autor do gol que concedeu a vitória ao Atlético-MG no último domingo (07), no jogo contra o América-MG, e falou sobre a expectativa da conquista do Campeonato Brasileiro da Série A. Durante entrevista ao programa Bem, Amigos, do SporTV, o lateral Arana colocou os pés nos chão e falou sobre o desempenho da equipe e como vem tratando toda disputa como final. 

 

A ansiedade é muita, não somente de nós jogadores, mas como da torcida também. Estamos levando cada jogo como se fosse uma decisão. Quando vencemos, temos que comemorar mesmo. O clube está nessa fila há 50 anos. A torcida quer bastante e pode ter certeza que vamos brigar até o último jogo porque não tem nada ganho ainda, estamos com os pés no chão. Cada jogo é uma decisão”, declarou o atleta.  

A entrevista foi logo após o empate do Flamengo contra a Chapecoense por 2 a 2, e ele revelou que vem secando os rivais diretos do Galo: “A gente seca um pouquinho, faz parte. Quando estamos jogando também os adversários querem que a gente tropece, isso faz parte do futebol. Mas, claro, eu sequei (o Flamengo). Admito que sequei”, disse

Arana falou sobre o momento que vem vivendo no clube e sobre a possibilidade de retorno a Europa: “Estou vivendo meu melhor momento e estou muito feliz. Sobre voltar para a Europa, eu vou pensar duas vezes. A primeira vez que eu saí para fora foi aquela novidade, mil maravilhas. Sim, você conhece outra cultura, aprende outras línguas, o futebol é diferente, mas hoje eu estou feliz no Atlético e se caso aparecer alguma proposta eu vou pensar duas vezes porque aqui eu já me sinto em casa e me sinto mineiro também”, concluiu.