Há pouco, Paulo Sousa foi apresentado oficialmente no Ninho do Urubu como técnico do Flamengo para a temporada 2022. O português assina contrato válido até dezembro do ano que vem e já sabe que terá uma imensa responsabilidade nas mãos, especialmente após o ano decepcionante que ficou para trás. Mesmo sem ter comandando nenhum treino no clube, o gajo já deu carta branca para algumas decisões importantes sobre a montagem de seu elenco. 

Além de negar que haja "barca" (atletas saindo de graça do Flamengo), Paulo Sousa foi responsável direto para a compra do volante Thiago Maia. Em entrevista ao colega Venê Casagrande na semana passada, o meio-campista revelou que a tendência, antes da chegada do português, era de retorno ao Lille, onde tinha contrato em definitivo. 

Entretanto Thiago fez questão de pontuar o papel fundamental de Sousa nas tratativas do Flamengo de comprá-lo junto ao clube francês. "Até então, eu não ia ficar. Foi uma conversa bem dura, mas graças a Deus o Paulo chegou. Tive uma conversa com ele, é um cara bem acessível e me quer no clube também. Então, tem uma grande parte nisso. A gente fez uma chamada de vídeo. Foi bem legal. Me senti confiante e feliz".

O camisa 8 obviamente virou tema de coletiva de Paulo Sousa de há poucos minutos. Questionado sobre sua responsabilidade na negociação de Thiago, o português crê que o jogador seja importante, pois tem características distintas de Willian Arão de Andreas Pereira. 

"Com o número de jogos que temos em 2022, todos devem se sentir importantes, porque vai ter espaço para todos. O Flamengo fez um trabalho extraordinário em relacão ao Thiago, com identificação de características específicas. O Flamengo mostrou que estava presente na recuperação dele e que o apoiava. Ele é um jogador diferente. Vamos procurar ter uma atitude correta de oferecer o melhor a ele para poder ser importante, competitivo", avaliou o técnico rubro-negro. 

Minutos após Paulo falar, foi a vez de Marcos Braz, vice-presidente do clube, esclarecer a situação. O dirigente, diferentemente do que foi comentado pelo próprio Thiago, deixou claro que o Mengão já estava encaminhando sua compra junto ao Lille. "Não perdemos tempo porque cada instituição tem sua demanda. A nossa principal era contratar um técnico qualificado. Nesse processo contratamos o Thiago Maia, contratamos o Paulo. Parece que o Thiago foi um pedido do Paulo, ele só foi ratificado por ele", completou Braz. 

Thiago se reapresentou no Ninho do Urubu nesta segunda para a bateria de exames médicos (incluindo os de Covid) visando o início da pré-temporada. Paulo Sousa já vive a expectativa da estreia oficial pelo Flamengo no próximo dia 16 diante da Portuguesa pela Taça Guanabara.