Depois da derrota por 2 a 0 para o Atlético Mineiro no último domingo (19), no Mineirão, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo voltou a cair na tabela da competição. Com 15 pontos em 13 jogos disputados até o momento, o rubro-negro carioca ocupa somente a 14ª colocação na Série A, apenas um ponto a mais do que o Goiás, que abre a incômoda zona de rebaixamento.

O momento ruim é refletido nos números. De acordo com um levantamento feito pelo Espião Estatístico, do Globo Esporte, o Flamengo tem aproveitamento de rebaixado contra equipes da primeira divisão na temporada atual. Em 2022, desde o Campeonato Carioca, quando enfrentou Botafogo e Fluminense da Série A, o rubro-negro soma apenas 37% de aproveitamento contra equipes da elite do país.

Os números foram comparados com a temporada mágica de 2019, que culminou nos títulos do Cariocão, Brasileirão e da Libertadores sobre o comando de Jorge Jesus, e são pouco animadores. Naquele ano, o Flamengo conquistou 75% de dos pontos que disputou contra os mesmos adversários, praticamente o dobro em comparação com 2022: foram 55 jogos, com 37 vitórias, 13 empates e somente cinco derrotas.

Em 2020, quando também foi campeão estadual e nacional, o Flamengo teve 64% de aproveitamento contra equipes da Série A. No ano seguinte, vice do Brasil e da América, o rendimento caiu mais uma vez, mas nada preocupante: 58,8%. Neste ano, o rubro-negro enfrentou equipes da primeira divisão em 18 oportunidades: venceu cinco, empatou cinco e perdeu oito. O Palmeiras, por exemplo, líder do Brasileirão, tem 72,7% de aproveitamento.