A temporada ainda não acabou ao Corinthians, que vê na Copa do Brasil a oportunidade de erguer uma taça. No quesito financeiro, derrotar o Flamengo nos dois jogos significa embolsar mais de R$ 60 milhões. Só que internamente já se discute o planejamento para 2023. A permanência do técnico Vítor Pereira é, talvez, a mais importante das pendências.

Em relação a elenco, o Corinthians também vai fazendo seus contatos. O colega Jorge Nicola informou, nesta segunda-feira (10), que o volante Charles Aránguiz, do Bayer Leverkusen, está sendo monitorado pela direção. O melhor de tudo é que o chileno de 30 anos vai retornar ao Brasil em 2023, já que atuou anteriormente pelo Internacional antes de rumar para a Bundesliga.

Só que o clube gaúcho está fora da briga por Aránguiz, já que, recentemente, o Inter desistiu de última hora de contratar o chileno. Segundo Nicola, o Flamengo, o Palmeiras e o Atlético-MG são outros clubes interessados no meio-campista que recebe em torno de R$ 1,2 milhão mensais na Alemanha.

De acordo com a apuração do Bolavip Brasil, Aránguiz autorizou seu staff a ouvir ofertas por, no mínimo, R$ 750 mil mensais de salários. Tal quantia está no patamar de nomes como Fagner, Gil e Cássio, que somam anos de história no CT Joaquim Grava.

Para se ter noção, caso o Corinthians abra negociação por Aránguiz, seus salários seriam R$ 200 mil a mais do que recebe atualmente Maycon, cedido pelo Shakhtar Donetsk. Em relação a Fausto Vera, a discrepância é maior, já que o argentino topou assinar contrato com o Corinthians por US$ 35 mil/mês, o que dá aproximadamente R$ 180 mil mensais nos vencimentos.