Não adianta, nada mais interessa ao torcedor do Corinthians nesta terça-feira (05) do que a partida decisiva contra o Boca Juniors pelas oitavas de final da Libertadores. Após empate por 0 a 0 em São Paulo, o Timão vai desfalcado buscando uma classificação épica em plena La Bombonera, em Buenos Aires. Só que, em rotina de clube gigante, há espaço para notícias das mais diferentes espécies. 

Pois bem, Mateus Vital, em rota de volta de empréstimo do Panathinaikos, da Grécia, virou assunto nesta terça após receber proposta de outro clube do exterior. O meia-atacante de 24 anos foi alvo de uma oferta de empréstimo do Al-Wasl, dos Emirados Árabes, que até alguns dias era comandado pelo também brasileiro Odair Hellmann. 

Segundo matéria assinada pelos colegas Marcelo Hazan e Arthur Sandes, do UOL Esporte, o Corinthians recusou a proposta árabe - empréstimo por um ano sem custos com opção de compra fixa após o período. Na visão dos dirigentes do Timão, não faz sentido liberar Vital, que teve ótima passagem pelo futebol grego, em meio aos vários desfalques do elenco de Vítor Pereira. 

Vital tem contrato no CT Joaquim Grava até dezembro de 2023 e o Corinthians vê chance de negociação em definitivo por valores entre 3 e 5 milhões de euros (até R$ 27,6 milhões na cotação atual). O meia-atacante tem 85% dos direitos ligados ao clube paulista, sendo que os 15% restantes são do Vasco, seu clube formador. 

Segundo a apuração, para sair outro negócio por empréstimo, o Corinthians teria que renovar o contrato de Vital, uma vez que não faria sentido ele retornar e, seis meses depois, deixar o Clube de graça. Há também clubes brasileiros interessados no meia-atacante, que conquistou o bicampeonato paulista (2018 e 2019) pelo Timão.