Willian passou 14 anos na Europa e voltou ao Brasil justamente para defender o Corinthians, seu time de coração. Parte da engenharia que manteve o time invicto por 10 rodadas, o meia agora sonha em vencer a Libertadores com a camisa do clube. Não é um objetivo fácil, uma vez que a derrota para o Sport no fim de semana foi um baque na boa sequência.

"Sem dúvida, a Libertadores é um título importantíssimo. É um sonho também poder ganhar um título como esse com a camisa do Corinthians. Sem dúvida, seria perfeito", disse ao portal ge.

A derrota em Recife fez com que o Timão se tornasse o 6º colocado, com 37 pontos, ultrapassado pelo Red Bull Bragantino e quase colado com o Internacional. Entre os nove primeiros, somente Corinthians e Fortaleza disputaram as 25 rodadas; os clubes que têm pendências podem aumentar ainda mais a distância.

Por outro lado, o Timão terá seis confrontos diretos nas últimas 13 rodadas. O primeiro passo é entrar no G-4, algo que não consegue há dois anos. Willian, que não jogou contra o Sport, deve voltar ao time nesta quarta-feira (13), contra o Fluminense, na Neo Química Arena.

O camisa 10 estreou pelo clube em 2006 e foi vendido na temporada seguinte para o Shaktar Donetski, da Ucrânia. Foram 41 partidas e dois gols nessa primeira passagem. Desta vez, o contrato é válido até o fim de 2023.

"Acho que em todo lugar que você vai, para ficar marcado na história do clube, é importante ganhar um título. É meu desejo, é o que eu espero: ser feliz e ganhar títulos com a camisa do Corinthians", completou.