O ator americano Ezra Miller foi preso na madrugada de ontem (28), no Havaí, Estados Unidos, após ser acusado de conduta inapropriada e assédio, em um bar em Hilo. Segundo o Departamento de Polícia do estado, o astro da DC Comics que interpreta o “Flash” teria ficado agitado quando clientes começaram a cantar no karaokê, e em seguida começou a gritar obscenidades no local.

Ainda de acordo com o comunicado, Ezra chegou a tirar o microfone das mãos de uma mulher que estava cantando e depois lançou contra um homem que estava jogando dardos. O ator foi preso sob registro de duas acusações, após tentativas mal sucedidas de ser acalmado pelo dono do bar. Miller foi liberado depois de pagar uma fiança de US$ 500 (cerca de R$ 2.400).

Esta não é a primeira vez que o ator se envolve em uma polêmica deste tipo. Em 2022, o nome dele foi parar nos Trends Topics do Twitter depois que um vídeo surgiu dele do lado de fora de um bar na Islândia. No vídeo, ele aparece quase ‘sufocando’ uma mulher. Na época, pessoas que estiveram presentes disseram que se sentiram assustadas e acuadas com a reação do ator, o que o levou a ser expulso do bar em que estava.

Confira abaixo o comunicado completo da polícia de Havaí

No domingo, 27 de março, os agentes de South Hilo responderam a uma denúncia de desordem em um bar. Durante a investigação, a polícia determinou que o homem, identificado como Ezra Miller, ficou agitado quando os clientes no bar começaram a cantar karaokê. Miller gritou palavras obscenas e pegou o microfone de uma mulher de 23 anos cantando karaokê e depois atacou um homem de 32 anos com dardos. O dono do bar pediu a Miller para se acalmar várias vezes, sem sucesso”.