O ex-repórter da Globo Marcos Uchôa abriu o coração e contou o que achou das mudanças promovidas pelo por Tiago Leifert na área de esporte da emissora, na ocasião em que o jovem jornalista esteve à frente do Globo Esporte no começo dos anos 2010. É que ele acabou dando uma nova cara no formato ao destacar as competições com abordagens mais descontraídas.

"Olha, vou falar o seguinte: eu não gostei. Ele transformou o Globo Esporte no show do Tiago Leifert que pode ter dado muito resultado nos termos de audiência, não sei", desabafou o veterano em entrevista ao canal Cara a Tapa, de Rica Perrone, nesta terça-feira (9). No quadro em que Uchôa participou, o convidado deveria dar notas para algumas personalidades, e Leifert foi uma delas.

Para o ex-Globo, o jornalismo esportivo da casa foi diretamente impactado com a visão do novato: "Em termos jornalísticos, eu não gostei. Ele tirou muito o espaço da reportagem da matéria e focou nas coisas engraçadas. É uma postura. É uma visão, mas o esporte também tem o lado cultural muito forte, para uma criança então... Do que é certo e errado. Essas coisas precisam de reportagem, e acho que ele matou a reportagem na proposta dele. Admiro a pessoa, o talento dele, mas eu acho que ele fez mal ao jornalismo esportivo. Dou sete", pontuou o jornalista.

Leifert assumiu a apresentação do Globo Esporte em 2009. O estreante teria chegado com a missão de reverter a queda de audiência no programa e, por isso, optou por um estilo mais descontraído. A estratégia deu certo e Leifert ficou à frente do programa por seis anos. Após esse período, passou para o núcleo de entretenimento da Globo e foi apresentar o The Voice Brasil, indo em seguida para o BBB, lá ficando de 2017 até 2021, quando deixou a emissora.