Uma das muitas preocupações das redes sociais é a constante presença de adolescentes dentro dos aplicativos. Os jovens são o principal público da interação, mas podem tomar decisões erradas na hora de aceitar amigos ou iniciar conversas com pessoas estranhas. Por este motivo, as companhias como o Snapchat fazem o que podem para deixar a utilização mais segura para o grupo.

Nesta semana, foi anunciado que o Snapchat fará alterações no algoritmo de recomendação de amigos para oferecer mais segurança aos usuários do aplicativo. Desta forma, o app vai dificultar que adultos estranhos localizem jovens pelo recurso “Adicionar Rápido”. Com a implementação, usuários de 13 a 17 anos deixarão de aparecer no “Adicionar Rápido”, a menos que tenham uma certa quantidade de amigos em comum.

Vale lembrar que o Snapchat que a mudança não proibirá que adultos procurem jovens, mas pode dificultar a ação de pessoas com segundas intenções como desconhecidos, pedófilos ou abusadores que forcem amizade com jovens. A empresa chegou a afirmar que a ação é parte de um trabalho para combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

A ideia pode ser inspirada nos mecanismos integrados pelo TikTok no ano passado, que também passou pelo mesmo escrutínio público por medidas de proteção. A rede social dos vídeos curtos precisou lidar com a forte pressão das autoridades de segurança e com as críticas quanto à política permissiva, fato que obrigou a introdução de vários mecanismos de proteção aos menores de 18 anos.