A França sofre com ondas simultâneas de gastroenterite, gripe e Covid-19, conforme revelado por Olivier Véran nesta segunda-feira (3). Em entrevista concedida à rádio France Inter, o ministro da Saúde do país alerta para a lotação de leitos hospitalares convencionais.

 

De acordo com Véran, os "casos mais graves de gastroenterite já chegaram ao hospital". Olivier também cita a gripe e explica que, antes mesmo de a França sentir o impacto da variante ômicron, 20 mil dos 400 mil leitos já estão ocupados por pessoas com Covid. 

O que é a doença

Se você quer saber o que é gastroenterite, tenha em mente que é uma irritação e inflamação do revestimento do estômago e do intestino. A enfermidade é transmissível e pode ser causada pelo consumo de alimentos contaminados. O contágio costuma ser via oral e fecal.

Os principais sintomas da gastroenterite incluem cólicas abdominais, diarréia, mal-estar, febre, dores musculares, náuseas, vômitos e dores de cabeça. O paciente ainda pode apresentar calafrios, falta de apetite, perda de peso e até desidratação. 

Prevenção

Para evitar a gastroenterite, é essencial manter os hábitos de higiene. Sempre lave bem as mãos, sobretudo após ir ao banheiro e brincar com animais de estimação, e também antes de pegar qualquer alimento. Além disso, é crucial ficar longe de uma pessoa contaminada e não compartilhar objetos.