Com o surto da variante ômicron, especialistas recomendam respiradores como a máscara N95 e a KN95 para combater a cepa. De acordo com estudo recente do Instituto Max Planck, da Alemanha, a PFF2 oferece quase 100% de proteção contra a Covid-19

 

A máscara N95 é considerada mais eficaz porque conta com alto grau de filtração de partículas, segundo informações da CNN Brasil. O item ainda possui o certificado de aprovação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). 

Conforme revela uma pesquisa publicada na revista científica American Journal of Infection Control, a máscara N95 pode ser reutilizada 25 vezes, desde que seja descontaminada por peróxido de hidrogênio vaporizado (VHP), após testes para avaliar a filtração das partículas.

Diferenças entre as máscaras

A máscara N95 é a versão americana da PFF2 (Peça Facial Filtrante com grau de filtragem 2). A KN95 seria o equivalente ao acessório da China, mas sem uma padronização de materiais, de acordo com o site Canaltech. O elástico também acaba preso às orelhas, o que desfavorece o ajuste no rosto, segundo o Portal Drauzio Varella.