Nesta terça-feira (19), a Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta para a escalada de casos e hospitalizações por Covid-19 na Europa, semelhante à situação de 2021. Dessa vez, a nova onda está sendo impulsionada por sublinhagens da variante Ômicron, principalmente BA.2 e BA.5.

Com quase 3 mil mortes por semana pela doença, o órgão pediu para que os governos se preparem para o desafio do próximo outono e inverno. Através do comunicado, o diretor da OMS na Europa, Hans Henri P. Kluge, destacou: “Estamos vendo um aumento nas hospitalizações, que só devem aumentar ainda mais nos meses de outono e inverno, à medida que as escolas reabrem, as pessoas retornam das férias e a mistura social se move dentro de casa com o início do clima mais frio”.

Com isso, a OMS recomenda aumentar a taxa de vacinação, administrar uma segunda dose de reforço a pessoas com mais de cinco anos de idade cuja imunidade esteja comprometida, e considerar uma segunda dose de reforço para certos grupos de risco, pelo menos três meses após sua última dose.

“Se as autoridades de saúde agirem agora, poderão ajudar a reduzir as perturbações previstas para a sociedade, incluindo ausências de profissionais de saúde e sistemas de saúde sobrecarregados, empresas em dificuldades e caos nas viagens”, finalizou Kluge.