O Brasil voltou a registrar alta de mortes por Covid-19 nessa terça-feira (4), com 110 vítimas nas últimas 24 horas, totalizando agora 686.531 desde o início da pandemia. Com esse aumento, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 86. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +26%. Esses dados significam uma tendência de alta após 78 dias.

As informações são do portal G1. Em números gerais, o país registrou 9.036 novos diagnósticos da doença em um período de 24 horas, chegando, então, ao total de 34.735.542 casos conhecidos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi de 6.783. Em seu pior momento, a média móvel superou a marca de 188 mil casos conhecidos diários, o que aconteceu no dia 31 de janeiro deste ano.

Nessa contagem não estão incluídos os estados do Paraná, Roraima e Tocantins, que não divulgaram atualização dos dados até às 20h dessa terça-feira. Esses números fazem parte do novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia no Brasil, consolidados às 20h. O balanço dos veículos é feito a partir de dados fornecidos pelas secretarias estaduais de Saúde.

Ainda de acordo com o consórcio de veículos, também divulgado nessa terça-feira (4), 170.833.442 brasileiros estão totalmente imunizados ao tomar a segunda dose ou a dose única de vacinas. Este número representa 79,52% da população total do país. A dose de reforço foi aplicada em 104.548.883 pessoas, o que corresponde a 48,67% da população. Dois dias antes (02/10), o Brasil registrou 66 novas mortes por Covid-19 em 24h, segundo o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, que apontou também 33.863.299 casos recuperados da doença, com outros 129.914 em acompanhamento.