A semana do Palmeiras teve a notícia bombástica de que o Paris Saint-Germain colocou o técnico Able Ferreira na mira, a informação foi publicada pelo jornal L’Equipe e logo, a torcida Alviverde está preocupada sobre a possibilidade de perder o comandante palestrino para o Clube francês, uma das maiores potências econômicas do futebol europeu.

Foto: Cesar Greco
Foto: Cesar Greco

O contrato de Abel termina no final de 2024, porém, o português não está livre de ofertas pesadas. Contudo, a presidente Leila Pereira amarrou uma blindagem forte para segurar Abel no Verdão e o jornalista Jorge Nicola revelou o quanto o PSG pagaria se resolver levar o treinador de imediato.

Segundo o jornalista, a multa está atrelada ao salário do treinador e se o contrato for quebrado na metade da atual temporada, o valor já está estimado: “O cálculo da multa rescisória que é prevista para os dois lados, se o Palmeiras dispensar o Abel ou se o Abel pedir para sair, o cálculo é o mesmo. Ele se refere ao pagamento integral do salário até o fim do contrato. Se o PSG decidir contratá-lo em 1º de junho, vai ser obrigado a pagar 19 meses do salário do Abel ao Palmeiras. Ele ganha na casa R$ 2.8 milhões por mês, se multiplicar 19xR$ 2.8 milhões, chega a R$ 53 milhões ou 10 milhões de euros”, explicou Nicola em seu canal no YouTube.

Importante ressaltar, que o jornal L’Equipe questionou a possível contratação, ao publicar a informação: “Campos (diretor do PSG) nunca escondeu, em privado, nos últimos anos que tem acompanhado atentamente o desenvolvimento do jovem e brilhante treinador, mas será que faz sentido confiar as responsabilidades de tal projeto a um perfil tão inexperiente?”, publicou o jornal francês.