arrow_drop_down
search
Venda de Dudu contrasta com falta de capricho com M. Fernandes no Verdão

Futebol: Mais notícias

Futebol Palmeiras

Suposta venda de Dudu corrige erros de Mattos, mas deixa "sequelas" no Palmeiras; Arthur e Matheus Fernandes são exemplos

Valores de suposta oferta do Al Duhail, do Catar, podem “salvar” o ano financeiro do Verdão, mas levanta questionamentos sobre as não vendas de jogadores questionados hoje pela torcida. Além disso, há também a reclamação do mau aproveitamento de bons nomes, como o do volante que foi comprado pelo Barcelona

Bolavip

Venda de Dudu contrasta com falta de capricho com M. Fernandes no Verdão

Venda de Dudu contrasta com falta de capricho com M. Fernandes no Verdão

Desde que Dudu entrou na mira do Al Duhail, do Catar, a torcida do Palmeiras se divide sobre uma possível venda. Apesar de ter construído uma imagem de ídolo nos últimos anos, o camisa 7 alviverde pode render um dos maiores lucros já vistos na história do Alviverde. Se a negociação for concretizada, o atacante será a segunda maior transferência da história do clube. 

A proposta de 13 milhões de euros (cerca de R$ 79,6 milhões na cotação atual) pode ser acrescentada com um bônus, que, no total, chegaria a 15 milhões de euros (R$ 91,8 milhões). Somente Gabriel Jesus, vendido ao Manchester City (ING), alcançou valores maiores. Na época, em 2016, a joia palmeirense foi vendida por 32 milhões de euros (R$ 117 milhões na antiga cotação). 

Parte da torcida alviverde se irrita com erros da “Era Mattos”. No início de 2019, o Palmeiras recusou propostas astronômicas do futebol chinês. Deyverson e Bruno Henrique eram fortes candidatos a deixar o clube, porém uma negociação concreta nunca aconteceu. O curioso levantamento foi feito pelo portal “BR Contracts”. O atacante, que hoje é uma das “dores de cabeça” da diretoria, foi sondado por clubes do futebol chinês, que sinalizaram pagar até 12 milhões de euros (mais de R$ 50 milhões) pelo atleta. 

Dudu está próximo de deixar o Palmeiras rumo ao futebol árabe. Proposta pode chegar aos 13 milhões de euros (Foto: Divulgação)

Bruno Henrique, por sua vez, acabou sofrendo uma desvalorização no mercado. Quando foi sondado pelo futebol asiático, o Verdão rapidamente acertou sua renovação até 2023. Os valores apresentados pelo Tianjin Teda (CHI) giravam em torno dos 6 milhões de euros (mais de R$ 25 milhões). Com a necessidade de vender jogadores, os promissores Matheus Fernandes e Arthur Cabral acabaram sendo negociados a Barcelona e Basel, respectivamente. Muitos palmeirenses pediam mais chances aos jovens atletas, porém Mattos optou pela saída de ambos. 

O futuro de Dudu no Palmeiras segue incerto, porém sua venda “salvaria” o ano financeiro do clube paulista, que vive dificuldades (assim como todos os clubes do país) pela pandemia da Covid-19. Os erros da “Era Mattos” irritam a torcida palmeirense. Além das propostas milionárias recusadas, contratações como Ramires e Vitor Hugo também foram questionadas, já que ambos são reservas de luxo. O zagueir, então, foi preterido por Felipe Melo, que acabou recuado de volante para beque titular de Vanderlei Luxemburgo. 

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.