arrow_drop_down
search
Foto: Reprodução/Instagram

Futebol Corinthians

Sem estrear, Diogo Vitor é tema no Corinthians a menos de 2 meses de fim do contrato; atacante já se envolveu em polêmica com torcedora na web

Atacante está treinando com equipe Sub-23, porém torneios da base só voltam em junho, quatro meses após seu vínculo expirar no Parque São Jorge

Bolavip

Foto: Reprodução/Instagram

Foto: Reprodução/Instagram

Em setembro do ano passado, o Corinthians acertava a contratação do atacante Diogo Vitor, atacante revelado no rival Santos. A direção ignorou suspensão por doping e problemas de comportamento na Vila Belmiro para apostar no atleta que já tinha 23 anos, mas chegava para treinar com a categoria a fim de aprimorar o condicionamento físico. Se correspondesse às expectativas, poderia ser promovido à equipe profissional.

Um mês depois, Diogo Vitor era anunciado pelo Corinthians em um contrato até fevereiro de 2021, porém o atacante nunca entrou em campo pelo time da base. A equipe foi eliminada do Brasileirão de Aspirantes e o jogador sequer foi relacionado por Dyego Coelho. O motivo: não reuniu condições mínimas para atuar, informou o portal Meu Timão.

Mas e agora? A única competição mais próxima que Diogo Vitor poderia disputar pelo Timão no Sub-23 seria o Campeonato Brasileiro de Aspirantes a partir do mês de junho. Assim, a forma de poder contribuir que lhe sobra seria subir diretamente para a equipe de cima de Vagner Mancini, mas trata-se de uma hipótese muito improvável. Hoje, o Corinthians atravessa, talvez, a melhor fase na atual temporada.

No Campeonato Brasileiro, o time de Mancini tem 39 pontos, em 10⁰ lugar, a oito pontos do G-6. Só que como a final da Copa do Brasil será entre Palmeiras e Grêmio, dois times dentro desse seleto grupo, há a chance do sétimo colocado no Nacional também ir à Libertadores, mas para a fase preliminar. 

Durante o período em que está no clube, Diogo Vitor se desentendeu nas redes sociais com uma torcedora, que questionou o investimento do Corinthians em um jogador "fora de forma". No contrato, o clube combinou de pagar salários de R$ 5 mil ao atacante, que ainda não mostrou seu futebol no CT Joaquim Grava. 

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.