Leila Pereira ou Paulo Nobre? Belluzzo escolhe candidato à presidência do Palmeiras

Futebol: Mais notícias

Futebol Palmeiras

Responsável pelo sucesso do Allianz Parque, Belluzzo esclarece apoio a candidato à presidência do Palmeiras: "É consciente"

Ex-presidente do Verdão declarou, em entrevista ao jornalista Alê Praetzel, quem pretende apoiar na próxima eleição. Entre Paulo Nobre e Leila Pereira, Luiz Gonzaga Belluzzo não tem dúvidas para em quem vai votar

Bolavip

Leila Pereira ou Paulo Nobre? Belluzzo escolhe candidato à presidência do Palmeiras

Leila Pereira ou Paulo Nobre? Belluzzo escolhe candidato à presidência do Palmeiras

Faltando pouco mais de um ano para as eleições no Palmeiras, alguns conselheiros já começam a revelar quem irão apoiar no pleito do ano que vem. Entre os possíveis candidatos estão Leila Pereira, que já deixou claro que pretende se candidatar, enquanto Paulo Nobre provavelmente deve lançar sua candidatura para evitar um favoritismo da "desafeto". Vale lembrar que Nobre deixou a presidência do clube no início de 2017 por causa de divergências com a proprietária da Crefisa e com o atual presidente Mauricio Galliotte. 

Nesta sexta-feira (22), o jornalista Alexandre Praetzel entrevistou o também ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, responsável pelo contrato do Allianz Parque. Ao ser questionado pelo repórter quem apoiaria em um eventual confronto entre Leila e Paulo Nobre, o conselheiro não titubeou e revelou o seu voto: Leila Pereira.

Leila Pereira é a favorita para vencer as eleições no Palmeiras. Foto: Divulgação/Twitter

“Espero que a Leila seja uma boa presidente para o Palmeiras, permitindo que o Palmeiras continue nessa trajetória inovadora que sempre teve, com parceiros, novo estádio. Eu apoiei o Paulo Nobre em 2011 contra o Tirone, mas infelizmente ele perdeu a eleição. Anos atrás, Mustafá e Nobre se juntaram para me suspender por um ano. Eles votaram pela reprovação das minhas contas de gestão e a política do Palmeiras pesou. Não tenho nenhuma dúvida de que vou votar conscientemente na Leila Pereira”, declarou Belluzzo. 

 

Belluzo também comemorou a relação do Verdão com o seu novo estádio, diz estar feliz com as receitas que o clube vem arrecadando com a arena e revelou um pouco dos bastidores da negociação com a WTorre. “O Palmeiras cedeu o direito de superfície para a WTorre por 30 anos e é o proprietário do Estádio. Ao final deste prazo, em 2044, o Palmeiras recebe as chaves do estádio, definitivamente", revelou o economista. 

"Em 2009, quando tínhamos assinado o contrato, um diretor do Palmeiras na gestão do Arnaldo Tirone, que eu não vou revelar o nome, perguntou na reunião com o Walter Torre, quanto nós tínhamos ganho para conseguir aquele contrato. O Walter disse: Eles não pediram nem um pedaço de banana. Tirone não teve culpa. Mas é assim mesmo, não tenho ressentimento dessas pessoas, dá pena porque você gasta vela para um defunto de segunda. Estou muito feliz com as receitas do Palmeiras pelo estádio, com a localização excelente e as possibilidades de shows e outros eventos, completou Belluzzo.

 

O ex-mandatário esteve à frente do maior campeão do Brasil entre 2009 e 2010. Na ocasião, o Alviverde não conquistou nenhum título. Porém o ex-presidente foi ousado e, além de ter anunciado parceria com a Traffic, trouxe Kléber Gladiador, Valdívia, Vágner Love e Felipão (em sua segunda passagem pelo clube).

Temas:

  • Palmeiras
  • Belluzo
  • Leila Pereira
  • Paulo Nobre

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.