Grêmio poderá ter que vender até 3 atletas por conta da pandemia

Futebol: Mais notícias

Futebol Grêmio

Presidente Romildo Bolzan é definitivo sobre "maior conquista" para 2020; Grêmio poderá ter que vender até 3 por conta da pandemia

Mesmo com bons números nos balanços financeiros, Tricolor vê a necessidade de obter uma maior receita em 2020

Bolavip

Grêmio poderá ter que vender até 3 atletas por conta da pandemia

Grêmio poderá ter que vender até 3 atletas por conta da pandemia

A pandemia do novo Coronavírus fará com que o futebol brasileiro acumule grandes prejuízos financeiros. Com mais de 60 dias sem bola rolando de forma oficial no país, os clubes buscam alternativas para sobreviver a esse momento em que as receitas estão menores do que nunca.

O Grêmio é um dos clubes que melhor trabalhou a parte administrativa nos últimos anos. Após a chegada do presidente Romildo Bolzan Júnior, o Tricolor enxugou gastos, deu mais atenção para os garotos das categorias de base e vem colhendo frutos dentro das quatro linhas, sob a batuta de Renato Portaluppi.

Porém, o Imortal poderá ter que fazer vendas visando retomar o equilíbrio financeiro nesses tempos sem futebol. Segundo a Rádio Pachola, o presidente Romildo Bolzan considera como o "título" do ano de 2020 a manutenção da força do Grêmio dentro e fora dos gramados para a temporada de 2021.

Para isso, talvez possa ser necessário que o Tricolor negocie dois ou até três nomes do elenco de Renato Portaluppi. Dessa forma, será fundamental "barganhar" um valor bom para os interesses do clube na negociação do atacante Everton Cebolinha, o nome mais próximo de deixar a Arena.

Além dele, nomes como o também atacante Pepê, o volante Matheus Henrique e o meia Jean Pyerre sempre são notícia na imprensa esportiva, como possíveis alvos de sondagens de fora do país.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.