Cruzeiro v Atletico MG - Brasileirao Series A 2019

Futebol Cruzeiro

Para sobreviver à crise, Cruzeiro pretende usar os garotos revelados nas categorias de base do clube

A Raposa foi rebaixada à segunda divisão do Campeonato Brasileiro pela primeira vez em sua história. Na atual situação da equipe mineira, a diretoria deve olhar mais para as categorias de base. Tanto que medalhões podem ser negociados e, conforme disse Perrella, caso fiquem terão contratos renegociados

Bolavip

Cruzeiro v Atletico MG - Brasileirao Series A 2019

Cruzeiro v Atletico MG - Brasileirao Series A 2019

Uma realidade totalmente fora da curva está sendo apresentada ao Cruzeiro. Não dá tempo nem para respirar. A Raposa estava durante algumas temporadas fazendo altos investimentos em busca de títulos importantes dentro do cenário futebolístico brasileiro. Agora, terá de conviver com a trama que a própria diretoria, mesmo inconscientemente, desenhou para 2020.

Não será Dedé. Nem Thiago Neves. Fred também não é o herói esperado. Tampouco Edílson ou Robinho. A diretoria cruzeirense pretende apostar todas as fichas nos garotos formados pelas categorias de base da Raposa. O intuito do planejamento é simples: reduzir uma folha salarial que chega aos R$ 10 milhões mensais - sem contar a dívida de aproximadamente R$ 700 milhões. 

Zezé Perrella, diretor de futebol, e Adilson Batista, técnico da equipe, apontam discursos que confirmam que a garotada será valorizada na atual conjuntura que o Cruzeiro se encontra. A dupla também acredita que colocando os meninos em evidência, poderá ter retorno sobre futuras vendas, já que a receita do clube para a próxima temporada será abaixo do que o costume.

Weverton, lateral-direto de 20 anos, é um dos que integram o profissional. O lateral ficou conhecido na internet pela caneta que deu em Neymar, em junho, na Granja Comary. Ainda podem aparecer mais entre os titulares: Rafael Santos, lateral-esquerdo, Edu e Cacá, ambos zagueiros, Éderson, volante, e Wellinton, atacante. Além destes, quatro atletas entre 17 e 19 anos devem ser integrados ao profissional.

Temas:

  • Cruzeiro
  • Categorias de Base
  • Toca da Raposa

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.