Odair Hellmann pede para Caio Henrique e Allan ficarem no Flu

Futebol: Mais notícias

Futebol Fluminense

Odair Hellmann pede para que Allan e Caio Henrique fiquem no Flu; presidente fala em "lutar até a morte" para mantê-los

 Com futuro indefinidos, o lateral e o volante do Flu ainda não sabem se irão permanecer no time carioca. Recém-chegado, Odair pede a permanência dos atletas

Bolavip

Odair Hellmann pede para Caio Henrique e Allan ficarem no Flu

Odair Hellmann pede para Caio Henrique e Allan ficarem no Flu

O Fluminense segue com algumas indefinições em seu elenco e que são tratadas como prioridades, como são os casos do volante Allan e do lateral-esquerdo Caio Henrique. Ambos estão emprestados ao Flu - Caio pelo Atlético de Madrid, da Espanha e Allan pelo Liverpool, da Inglaterra. O técnico Odair Hellmann foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira (19) e falou sobre alguns jogadores que deseja ter em seu elenco, aproveitou para mandar um recado.

"Quero mandar um recado para Caio Henrique e Allan. Que fiquem no Fluminense porque são muito importantes para o clube", disse o técnico recém-chegado às Laranjeiras. O presidente tricolor, Mário Bittencourt, disse  durante a apresentação de Odair que irá "lutar até a morte" para manter os atletas. Ainda segundo o Mário, os jogadores já aceitaram a proposta de salário oferecida pelo Flu, agora só dependeria dos europeus.

"As propostas salariais feitas pelos jogadores ambos aceitaram. Mas dependo do Atlético de Madrid e do Liverpool . No caso do Allan está uma situação mais acessível porque o Liverpool não demonstra interesse em renovar o empréstimo, só em vender, mas estamos conversando algumas formas dentro das possibilidades de Fluminense.", afirmou o cartola.

"O que nos foi informado é que o Atlético Madrid tem uma proposta de Europa pelo jogador de 12 milhões de euros (R$ 54,2 milhões) e não tenho como concorrer em hipótese alguma. A primeira conversa era de renovação por empréstimo de valor até alto, mas disse que iria me esforçar para pagar esse empréstimo por mais um ano. Vamos lutar até a morte para mantê-los, mas não depende de nós.", revelou.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.