arrow_drop_down
search
Falcão é considerado o melhor jogador da história do esporte.

Futebol: Mais notícias

Futebol Flamengo

Lenda do Futsal, Falcão é "dedurado" por Zico e confirma história inusitada envolvendo o Flamengo: "seria um prazer muito grande"

Conhecido mundialmente como o maior jogador de todos os tempos, o ex-camisa 12 é pivô de situação ocorrida em 2010 que foi revelada por Zico durante bate-papo

Bolavip

Falcão é considerado o melhor jogador da história do esporte.

Falcão é considerado o melhor jogador da história do esporte.

Recentemente, o GloboEsporte.com reuniu uma trinca de peso para um bate-papo virtual durante a quarentena: Zico, Falcão e Pedrinho. É o “Salão de Craques”, uma conversa descontraída comandada pelo narrador Daniel Pereira. O tema principal era a importância do futsal na formação dos jogadores de campo, mas Zico acabou fazendo uma revelação sobre Falcão.

 

 

- Quando eu estava na direção do Flamengo, em 2010, eu conversei com esse cara aí (Falcão). Por pouco, se eu tivesse continuado, não tenho dúvida de que ele teria vestido a camisa do Flamengo. Eu sei que ele é vascaíno, mas a gente conversou muito e ele me apresentou um projeto para o time principal do Flamengo, mas que também pudesse ser utilizado na base. (...) Então a gente tinha acertado tudo pra começar isso em 2011. Só que eu tive problemas lá e saí. - revelou o Galinho, que teve sua revelação confirmada pelo Rei das quadras.

 

 

- É verdade. Eu comecei essa amizade com ele em 2007, 2008, sou muito amigo da família. O Zico realmente tinha essa ideia de colocar o futsal no Flamengo. Talvez o projeto do Santos seria Flamengo, ou logo depois. Pena que não aconteceu, seria um prazer muito grande - confirmou o camisa 12.

 

Falcão atuou pelo São Paulo nos gramados.

 

Em relação a importância do futsal na base, diversas histórias sobre o início da carreira dos craques foram contadas. O ex-atleta Pedrinho lembrou que, quando criança, jogou com chuteiras cheias de algodão.

 

- O time do Vasco foi fazer um jogo em Vista Alegre (bairro no Rio de Janeiro), onde eu jogava. Faltavam jogadores pra completar o time do Grêmio Recreativo. Aí foram lá me chamar e eu não tinha nem tênis, nunca tinha jogado futsal na minha vida. Arrumaram um tênis grandão, meu pai colocou um monte de algodão, botou na ponta do dedo pra ficar justinho e eu joguei. Fiz um bom jogo e o treinador, seu Adamor, pediu para que minha família me levasse para o Vasco - contou Pedrinho.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.