arrow_drop_down
search
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

Futebol Flamengo

‘Ingratidão’; Diego Ribas e demais líderes do elenco se irritam com conduta da diretoria do Flamengo e bastidores ficam agitados

O 'centro' da insatisfação é a renovação contratual do goleiro Diego Alves; a situação já se arrasta por quase três meses e ainda não teve um ponto final

Bolavip

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

A "novela" pela renovação de Diego Alves com o Flamengo é um dos principais assuntos nos bastidores da Gávea. A indefinição, inclusive, já chegou ao vestiário e vem sendo debatida entre os membros do elenco. Com contrato até o dia 31 de dezembro, o camisa 1 ainda não chegou a um acordo para confirmar sua permanência no Mais Querido.

Segundo o portal "Mundo Rubro Negro", diversos atletas do grupo estão incomodados com a conduta da diretoria, considerando "ingratidão" com um dos principais jogadores dos últimos anos. Conforme apuração da reportagem do Bolavip Brasil, o meio-campista Diego Ribas e outros líderes do elenco estão incomodados com o tema. 

No Flamengo desde julho de 2017, Diego Alves foi peça-chave na equipe que conquistou grandes títulos recentes, como o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores da América, no ano passado. Apesar da história recente marcada por conquistas, o financeiro do clube ainda não deu aval para o contrato ser renovado. 

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

O departamento chegou a recusar dois acordos fechados pelo diretor executivo Bruno Spindel e o vice de futebol Marcos Braz com o Diego Alves e seu empresário, Eduardo Maluf. Com a camisa rubro-negra, o experiente goleiro, de 35 anos, já soma 152 atuações, sendo 22 delas na atual temporada. 

Inicialmente, Diego Alves pediu dois anos de contrato, enquanto Flamengo ofereceu apenas um. Na sequência, as duas partes chegaram a um acordo, mas o financeiro vetou. Já na reta final de outubro, os representantes do jogadores aceitaram uma nova redução salarial em um vínculo de duas temporadas, acerto que também não foi possível

Diante da indefinição, os demais jogadores do clube tomaram conhecimento da situação e ficaram incomodados com a incerteza. “A gente fez uma proposta, houve um imbróglio, e o Diego é o menos culpado. O prazo é pequeno, mas vamos tentar arrumar uma maneira para que ele fique no clube por um ano e meio, dois anos… e nos ajude em mais títulos”, disse Braz, durante a apresentação do técnico Rogério Ceni.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.