arrow_drop_down
search
Foto: Getty Images

Futebol São Paulo

Igor Gomes expõe problemas extracampo e alerta torcida: “Sempre deixei claro”; meia ressurgiu com Fernando Diniz e vive grande fase

Igor Gomes fez sua estreia como profissional do São Paulo em 2018, atuando em duas partidas do Brasileirão

Bolavip

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Com gols de Luciano e Pablo, o São Paulo goleou o Flamengo (mais uma vez) e avançou às semifinais da Copa do Brasil. A noite da última quarta (18) também expôs uma freguesia que já dura anos — o atual campeão brasileiro e da América não vence o Tricolor desde 2017. Antes do jogo, centenas de torcedores participaram do clássico “corredor de fogo” nos arredores do Morumbi. Dentro de campo, os paulistas souberam administrar a vantagem e pouco sofreram.

Diniz soube reerguer a moral de alguns jogadores que estavam em baixa, como Sara, Dani Alves e Igor Gomes. Luan, que antes estava na lista de negociações, ressurgiu e tomou conta do meio-campo. Quase todos os titulares passaram por um processo de readaptação. Reinaldo e Juanfran viveram inúmeras dificuldades na carreira e se firmaram na defesa tricolor. Luciano e Brenner, no ataque, foram rejeitos por outros clubes antes de brilharem no Soberano.

Luciano, por exemplo, estava sem moral no Grêmio. Um dos atletas que mais chamou atenção na última partida foi Igor Gomes. O meia, que vinha sendo criticado pela torcida, teve uma das melhores atuações individuais do ano. Em entrevista aos canais FOX Sports, o jovem explicou o momento difícil e expôs algumas polêmicas do extracampo. A multa rescisória do jogador é de 50 milhões de euros - cerca de R$ 300 milhões de reais pela cotação atual.

Foto: Rubens Chiri/SPFC.net
Foto: Rubens Chiri/SPFC.net

“O extracampo (propostas, especulações...) nunca foi algo que eu trouxe pra dentro de campo. Sempre deixei claro que tô muito feliz no São Paulo. O período de dificuldade que passei durante a pandemia foi problemas familiares. Quando voltei para os treinos no São Paulo (volta dos jogos), não estava tão motivado quanto eu estava antes. Mas, para deixar bem claro para todos, não foi nada de proposta. Foram problemas íntimos. Já tratei e resolvi. Estou mais maduro.

Há alguns meses, Fernando Diniz e Wagner Ribeiro, empresário de Igor Gomes, trocaram farpas nos bastidores. “Ele é um treinador mediano que está em um grande clube e está fazendo um péssimo trabalho”, disse o agente. Diniz, então, retrucou: “O que me interessa é minha relação com o Igor Gomes. Sei muito bem não misturar. Acho que Igor não tem nada a ver com seu empresário. Tenho certeza absoluta que faço mais pelo Igor e já fiz do que seu empresário. Certeza absoluta”.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.