arrow_drop_down
search
Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Futebol Grêmio

Grêmio produz mais um volante em casa e prepara 'novo Walace': "Em pouco tempo, vai estar no profissional"

Na linha sucessória de meio-campistas formados no Tricolor Gaúcho, uma nova promessa já chama atenção nos bastidores

Bolavip

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Os títulos conquistados pelo Grêmio nos últimos anos têm uma característica em comum: o protagonismo de jogadores formados nas categorias de base. Desde a chegada do técnico Renato Portaluppi, o Tricolor Gaúcho se consolidou entre os principais candidatos a títulos no país, conseguindo uma boa estabilidade financeira com vendas rentáveis de promessas.

A grande especialidade no clube tem sido a formação de volantes. Da base tricolor, já saíram nomes como Walace, Arthur, Jailson e Matheus Henrique, além de uma leva que ainda busca espaço no profissional, como Darlan, Lucas Araújo e Frizzo. Na base, uma nova promessa já vem sendo preparada para brilhar no clube.

O garoto Gabriel Henrique Lima Santos, conhecido como Gazão, de 18 anos, é mais um 'produto' saindo do forno na 'fábrica de volantes' do Grêmio. De contrato renovado até o fim de 2022, o meio-campista se destaca pela técnica e qualidade no passe e é apontado como um 'novo Walace', que foi vendido ao Hamburgo (ALE) em 2016 e hoje está na Udinese (ITA) após passagem pelo também alemão Hannover 96. As informações são de GaúchaZH.

Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio/Divulgação

"É um perfil que o time vem usando bastante. Tem técnica, faz o jogo andar, joga com a cabeça em pé. Bate bem de fora da área e marca com eficácia. Em pouco tempo, vai estar no profissional", afirmou o coordenador técnico da base do Grêmio, Wagner Gonçalves. Emprestado ao Juventude após a Copa São Paulo de 2019, Gazão voltou ao Tricolor mais maduro e foi destaque na competição de base desta temporada.

Durante a final da Copinha, Gazão tentou se responsabilizar pelo amarelo a Alison Calegari, que acabou expulso do Gre-Nal ao subir na tela do Pacaembu. Desde o 11 anos em Porto Alegre, o volante se inspira em Arthur e não quer deixar passar a chance no profissional. "Se eles me derem a oportunidade de subir, vou procurar dar o meu melhor para conseguir ficar", disse, em janeiro.

"Considero ele com a característica do Maicon. Tem muita mobilidade. Agora, precisa de minutagem para adquirir confiança e dar sequência na progressão da carreira", destacou o técnico do sub-20 gremista, Guilherme Bossle

 

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.