Foto: Divulgação/Santos

Futebol: Mais notícias

Futebol Santos

Gabigol vira 'pivô' de cobrança do Santos contra o Flamengo na Fifa; dirigente do Peixe detalha processo e revela valor

O Peixe ingressou com um processo na Fifa para receber valores não pagos pelo Flamengo após a compra de Gabigol

Bolavip

Foto: Divulgação/Santos

Foto: Divulgação/Santos

O centroavante Gabriel Barbosa virou o 'pivô' de uma cobrança do Santos contra o Flamengo. O clube paulista decidiu ingressar com um processo na Fifa, requerendo dos cariocas valores referentes ao Mecanismo de Solidariedade. O Peixe alega que não recebeu o pagamento do rubro-negro pela negociação envolvendo o camisa 9, adquirido junto a Internazionale de Milão, da Itália. O Fla comprou 90% dos direitos do artilheiro por 17 milhões de euros e pagará de forma parcelada.

Durante entrevista ao jornalista Jorge Nicola, Pedro Doria, membro do Comitê de Gestão do Santos e braço direito do presidente José Carlos Peres, revelou uma lista de credores e explicou a ação. “O Santos tem reclamação na Fifa contra Ajax, Barcelona, Athletico... e o Santos cobra o Flamengo, que não pagou o Mecanismo de Solidariedade do Gabigol”, afirmou.

A dívida do Flamengo é de cerca de 550 mil euros (R$ 3,3 milhões na conversão atual). “Eles não pagaram, já venceu a segunda prestação”, destacou Pedro Doria. “Entramos primeiro com um processo de instrução na Fifa, para receber o contrato e entender quanto de fato é devido. Tivemos acesso aos números e, agora, como eles (Flamengo) já pagaram duas prestações (para a Inter) e não fizeram o pagamento para nós, fomos à Fifa”, comentou.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

Sem uma resposta dos cariocas, o caminho encontrado pelo Santos foi recorrer à entidade máxima do futebol. "Fizemos uma reclamação na Fifa, a partir daí vai iniciar-se um processo de instrução na Fifa e o Flamengo deve fazer um acordo, até porque não é um valor expressivo... são quase 600 mil euros", pontou o dirigente.

Ultrapassando momentos complicados financeiramentes, o Santos também é cobrado por outras equipes na Fifa, mas vê com bons olhos a possibilidade de receber de diferentes fontes em breve. “Só pelo amistoso não realizado com o Barcelona pela venda do Neymar, temos direito a 4,5 milhões de euros (R$ 27,14 milhões)”, destacou o membro do Comitê de Gestão.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.