arrow_drop_down
search
Decreto de Witzel pode adiantar retorno do Carioca

Futebol: Mais notícias

Futebol Futebol Brasileiro

Decreto do governo do Rio pode adiantar retorno do Estadual; Witzel aguarda decisão das federações

Decisão divulgada pelo governador Wilson Witzel deve receber um veredicto nos próximos dias. Ainda neste sábado, Conselho Arbital da Ferj se reunirá virtualmente com os clubes cariocas para definir o retorno da competição, que foi paralisado no segundo turno (Taça Rio)

Bolavip

Decreto de Witzel pode adiantar retorno do Carioca

Decreto de Witzel pode adiantar retorno do Carioca

Sem futebol há quase 3 meses devido à pandemia da Covid-19, alguns clubes começaram o retorno aos treinamentos, como Atlético-MG, Cruzeiro e Flamengo. Porém, como o número de casos confirmados do novo Coronavírus segue em alta, não há nenhuma data prevista para retomar o protocolo de retorno de qualquer atividade esportiva. Porém, um novo decreto liberado por Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, pode adiantar a volta do futebol no Estado. 

 

 

O decreto assinado pelo governador libera a reabertura parcial de bares, restaurantes, shoppings centers e estádios de futebol, desde que as partidas sejam realizadas sem a presença do público. Desde o início da pandemia, Botafogo e Fluminense se mostraram completamente contra qualquer tipo de retorno imediato sem os devidos cuidados.

As entidades precisam seguir os protocolos e serem autorizados pela Secretaria de Saúde do estado. Ainda neste sábado (6), o Conselho Arbital da Ferj se reunirá virtualmente com os clubes cariocas para definir o retorno do Campeonato Carioca. Haverá uma reunião virtual neste sábado (6) com o Conselho Arbital da entidade com os clubes cariocas para definir a possibilidade de retorno do Estadual. 
Decisão sobre o Estadual deve ser tomada nos próximos dias. Foto: Divulgação 

Há duas semanas, Rodolfo Landim (presidente do Flamengo) e Alexandre Campello (presidente do Vasco) se reuniram com o presidente da república Jair Bolsonaro para conversar sobre o possível retorno do futebol nacional. O encontro também teve como objetivo discutir a possibilidade dos clubes treinarem no estádio Mané Garrincha, em Brasília, durante a pandemia. Isso porque a empresa que administra o estádio havia feito a proposta para os rivais cariocas.

 

 

A decisão de Witzel foi tomada no dia que o Estado do Rio de Janeiro registrou 6.473 mortes e 63.066 casos confirmados de Covid-19. Os últimos números divulgados pelo Ministério da Saúde mostraram que 645.771 brasileiros estão infectados e que o número total de óbitos chegou a 35.026.

Temas:

  • Futebol Carioca
  • Covid-19

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.