Curiosidades: Marta têm mais gols que Pelé vestindo a Amarelinha

Curiosidades: Marta têm mais gols que Pelé vestindo a Amarelinha

O hexa não veio. Ele chegou através das seis bolas de ouro que a Rainha conquistou

Bolavip

Curiosidades: Marta têm mais gols que Pelé vestindo a Amarelinha

Curiosidades: Marta têm mais gols que Pelé vestindo a Amarelinha

Marta estreia como jogadora profissional em 2000, no Vasco da Gama. A craque não é o Pelé de saia. Edson Arantes que representa-lhe de gravata. A maior jogadora de todos os tempos é brasileira, de Alagoas. Considerada seis vezes - o hexa da vida real - a melhor do mundo, atualmente é jogadora do Paris Saint Germain (PSG), e afirmou querer estar de volta à seleção na Copa do Mundo de 2023. Se continuar jogando em alto nível nas próximas temporadas, a meio-campista chegará ao seu sexto mundial entre seleções tendo balançado as redes em todos que já disputou. 

Atualmente a Rainha do Futebol é a principal personalidade brasileira em atividade dentro de campo. O extra-campo empoderado é só um charme de uma jogadora gigante que inspira Ludmilla, Debinha e todas aquelas que ainda não tem toda a visibilidade que merecem, mas que estão no caminho certo para conquistar o mundo. 

Marta tem know how para inspirar o crescimento do futebol feminino no Brasil. Junto com Cristiane, Aline Pellegrino, Marta e companhia, o Santos Futebol Clube levantou, em 2009, a primeira Taça Libertadores realizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). As meninas ainda ganharam a Copa do Brasil naquele mesmo ano. 

Devido a falta de documentos e registros por conta do descaso com a modalidade, nem a CBF sabe informar o número exato de gols da Marta com a Amarelinha. O que cê sabe até o momento é que ela tem mais gols que o Rei do Futebol vestindo a camisa da seleção brasileira. Na Copa da França superou a marca do alemão Miroslav Klose - e de Ronaldo também - para se tornar a maior artilheira de todas as Copas disputadas até aqui, com um total de 17 gols marcados ao longo das cinco Copas que já esteve em campo. 

Marco Aurélio Cunha, coordenador de futebol feminino da Confederação Brasileira de Futebol, em entrevista ao Dibradoras, ressaltou que “no começo, a CBF talvez não tivesse aquela preocupação com os registros.” O cartola afirmou que hoje existe um historiador trabalhando em prol de recuperar o tempo longe dos cartões de memória. “Hoje guardamos tudo. Até pouco tempo atrás não sabíamos quantos gols a Marta tinha, agora que estamos buscando isso”, concluiu. 

Foto: Daniela Porcelli/CBF

Temas:

  • #futebolfeminino #crescimento #marta

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.