Flamengo bate Al-Hilal de virada e ruma à final do Mundial de Clubes

Futebol: Mais notícias

Futebol Flamengo

Com bom desempenho de Bruno, Flamengo bate o Al-Hilal de virada e chega à final do Mundial de Clubes

Flamengo começa perdendo mas volta pro segundo tempo com outra postura. Equipe treinada por Jorge Jesus chega à final do Mundial de Clubes após vencer o Al-Hilal por 3 a 1 

Bolavip
Jonathan Gonçalves Farias

Flamengo bate Al-Hilal de virada e ruma à final do Mundial de Clubes

Flamengo bate Al-Hilal de virada e ruma à final do Mundial de Clubes

Nesta terça-feira (17), o Flamengo venceu o Al-Hilal, da Arábia Saudita, por 3 a 1 em partida da semifinal do Mundial de Clubes, no Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar. O time carioca começou perdendo, mas no segundo tempo se impôs e contou com boa atuação de Bruno Henrique e cia. 

O Rubro-Negro entrou com o seu time base que foi visto desde a chegada de Jorge Jesus, no típico 4-2-3-1, com Gabriel Barbosa sendo o homem de referência. Já o Al-Hilal, começou a partida fazendo o que disse que faria, jogando o seu jogo e logo partiu pra cima do  time carioca, que contou com algumas boas defesas do arqueiro Diego Alves logo nos minutos iniciais e, também, com a ineficiência por parte dos finalizadores do clube saudita. 

Aos 18 minutos, Al Burayak fez bom cruzamento rasteiro da direita, achando Salem Al-Dawsari sozinho dentro da área, que finalizou e abriu o placar do jogo. A bola ainda contou com um desvio em Rodrigo Caio, impossibilitando uma defesa de Diego Alves, que tocou na bola. Com o gol sofrido, a equipe de Jorge Jesus tentou chegar mais vezes ao ataque, mas em todas sem sucesso. Muito marcado, o capitão Éverton Ribeiro não conseguia quebrar linhas com seus bons dribles curtos e passes na medida, muito pela forte marcação sofrida, que afinal, foi um jogo muito faltoso, com 38 faltas. 

A exemplo da partida contra o River Plate, o Flamengo voltou diferente na segunda etapa, buscando o ataque com mais objetividade logo no início da partida. Com essa postura, logo aos 4 minutos Gabigol achou bom passe para Bruno Henrique apenas tocar para o lado e servir o uruguaio De Arrascaeta, igualar o jogo e evitar a pressão por parte do Al-Hilal. Logo a seguir, o Flamengo continuou buscando o gol e o Al-Hilal, por sua vez, perdeu amplitude e poderia ter sido pior, visto que o italiano Giovinco, que já tinha amarelo, não foi expulso após uma entrada com as travas da chuteira em Gerson. O árbitro sequer foi chamado pelo VAR e o jogo seguiu. 

Repetindo alteração da final contra o River, Jorge, Jesus lançou Diego Ribas ao campo aos 29 minutos e, nos quatro minutos seguintes, o camisa 10 deu bom passe para Rafinha chegar cruzando pela direita, achando o decisivo Bruno Henrique dentro da área para virar o jogo. O terceiro gol viria logo a seguir, aos 37 minutos quando Bruno Henrique fez boa jogada individual pela esquerda, cruzou para área e contou com a infelicidade do zagueiro Al-Bulaihi, que desviou contra a própria meta, dando números finais a partida e sacramentando a ida do Flamengo à final do Mundial.

O Al-Hilal ainda viu o peruano André Carrillo ser expulso, após entrada desproporcional em Arrascaeta. Bruno Henrique foi eleito o homem da partida pela FIFA e Com a vitória, o Mengão chegou pela segunda vez em sua história numa final do Mundial de Clubes, e poder repetir o feito de encontrar o Liverpool pela frente na final. O clube inglês joga nesta quarta-feira (18) diante do Monterrey, do México. Já a final será no próximo sábado (21), às 14h00 de Brasília, no estádio da Cidade da Educação - construído para a Copa do Mundo de 2022 - em Ar-Rayyan.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.