arrow_drop_down
search
(Imagem: Reprodução/SporTV)

Futebol Corinthians

Cereto causa polêmica ao citar ‘apequenamento’ do Corinthians: “O torcedor e a direção não podem se conformar com isso”

O Timão não vive mais grande fase nas últimas temporadas e essa é a principal crítica da torcida, que deseja ter um time capaz de brigar por títulos 

Bolavip

(Imagem: Reprodução/SporTV)

(Imagem: Reprodução/SporTV)

O Corinthians bem que sonhou com uma vaga na Libertadores, mas o time oscilou justamente na reta final e a Copa Sul-Americana será o torneio internacional que a equipe irá disputar na próxima temporada. Ao que tudo indica, Vagner Mancini estará garantido pela diretoria no cargo de treinador.

Carlos Cereto, jornalista do Sportv, entrou em um assunto polêmico ao falar sobre o possível processo de “apequenamento” do Timão. As declarações não foram bem aceitas pela Fiel, que retrucou nas redes sociais. O comentarista explicou seu posicionamento durante o programa “Sportv News”, desta segunda-feira (22).

O Corinthians está passando por um processo de apequenamento. O torcedor e a direção não podem se conformar com isso. Não pode achar legal disputar a Copa Sul-Americana, preparar o time para o outro ano. Vai ser o quarto ano seguido sem perspectiva de títulos nacionais”, disse.

Cereto continuou explicou sua opinião e relembrou os últimos campeonatos do Corinthians. Na visão do jornalista, a posição atual do Alvinegro no Brasileirão é mediana, como se fosse uma equipe coadjuvante em meio aos outros grandes do futebol nacional.

Se você pegar os últimos quatro anos, em 2017, o Corinthians é campeão brasileiro. De lá para cá, em 2018, fica em 13º na competição e chega na final da Copa do Brasil por um aborto da natureza. Em 2019, o Corinthians foi o oitavo do Brasileiro e chegou à Libertadores porque a Libertadores chegou ao Corinthians - e, mesmo assim, foi eliminado de cara para o Guaraní (PAR). Esse ano, o Corinthians vai ficar entre a nona e a 12ª colocação, uma classificação absolutamente mediana”, concluiu.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.