Botafogo dribla crise e tem negociações avançadas para manter Gatito e Cavalieri em 2020

Futebol Botafogo

Botafogo dribla crise e tem negociações avançadas para manter Gatito e Cavalieri em 2020

Presidente Nelson Mufarrej deverá renovar contrato do reserva Cavalieri, que mostrou segurança sob a meta alvinegra quando exigido. Sondagens de Porto-POR e Grêmio não devem tirar Gatito de General Severiano

Bolavip

Botafogo dribla crise e tem negociações avançadas para manter Gatito e Cavalieri em 2020

Botafogo dribla crise e tem negociações avançadas para manter Gatito e Cavalieri em 2020

A seis rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o objetivo do Botafogo é escapar desesperadamente do risco de rebaixamento. A vitória sobre o Avaí na rodada passada fez a equipe de Alberto Valentim respirar mais aliviada na tabela - hoje o Alvinegro está em 14° lugar com 36 pontos, apenas um acima do Z-4. Por isso, um triunfo na Arena da Baixada diante do Athletico-PR é fundamental para abrir vantagem diante dos concorrentes. 

A permanência na Série A, além pela grandeza da agremiação, é importante também para o Botafogo no sentido de investimento. Nos bastidores, os irmãos Moreira Salles orquestram um plano de transformar seu time do coração em um clube-empresa, o que ajudaria na redução da dívida alvinegra, avaliada em mais de R$ 600 milhões. Além disso, a possibilidade de investidores atuarem em sintonia com o departamento de futebol poderá render uma quantia considerável para a contratação de reforços. 

Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, já se vê obrigado a antecipar o planejamento para 2020, obviamente torcendo para a permanência do clube na elite. Vários jogadores têm dúvidas se permanecerão em General Severiano, principalmente quem tem contrato até dezembro. Um deles, todavia, tem a confiança da alta cúpula pela segurança e qualidade demonstrada nos momentos mais complicados. Trata-se de Diego Cavalieri. 

O goleiro experiente de 36 anos atuou bem quando o titular Gatito Fernández foi convocado pela Seleção Paraguaia e deve ter o vínculo renovado por, pelo menos, mais um ano no clube. O camisa 1, por sua vez, vem sofrendo assédio de clubes do Brasil e do exterior, como o Grêmio e o Porto-POR. Ainda assim, Mufarrej afirma que o seu arqueiro titular só deixará o Rio mediante ao pagamento da multa rescisória, na casa dos R$ 20 milhões. Com isso, crescem as chances de o Alvinegro ter dois goleiros de ponta para iniciar a temporada que vem com o pé direito. 

Temas:

  • Botafogo
  • Permanência Botafogo
  • Contrato Botafogo
  • Diego Cavalieri
  • Gatito Fernández
  • Mercado da Bola

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.