arrow_drop_down
search
Jorge e Sasha discutiram de forma ríspida durante o clássico

Futebol Santos

Titulares do Santos se desentendem em clássico contra o São Paulo; Sasha desabafa

Lateral Jorge e atacante Eduardo Sasha discutiram sobre lance de ataque do Peixe. Empate garantiu o Santos matematicamente na fase de grupos da Libertadores de 2020

Bolavip

Jorge e Sasha discutiram de forma ríspida durante o clássico

Jorge e Sasha discutiram de forma ríspida durante o clássico

Apesar da vitória ter escapado, o Santos tem muito o que comemorar após o empate em 1 a 1 com o São Paulo. O resultado obtido no último sábado (16/11) na Vila Belmiro garantiu o Peixe na próxima edição da Copa Libertadores da América. Com 65 pontos conquistados, a equipe tem pontos suficientes para terminar com, ao menos, o direito de disputar a vaga na fase de grupos do torneio continental.

Apesar da vitória parcial desde os sete minutos do primeiro tempo,  Jorge e Eduardo Sasha não mostraram clima de tranquilidade em campo. Os dois se estranharam após o lateral tentar uma finalização para o gol. O atacante queria o passe, reclamou muito e despertou a ira do camisa 3. Jorge foi bastante ríspido e colocou o dedo na cara de Sasha. Na descida para os vestiários, Eduardo Sasha estava bem nervoso e foi contido por Carlos Sanchéz, autor do gol santista.

Depois do jogo, Eduardo Sasha confirmou que a situação entre os dois está resolvida. Durante a coletiva, o atacante do Peixe fez questão de reforçar que o lance é fruto do calor da partida, mas não escondeu o sangue quente na hora. "Minha vontade era de dar um soco na cara dele, mas é coisa de jogo. Eu estava sozinho na área, e ele preferiu fazer o arremate. Já está tudo resolvido." afirmou o camisa 27. 

O resultado foi comemorado pelo Santos devido à vaga na Libertadores, já no lado Tricolor, as emoções foram menos contidas. O técnico Fernando Diniz lamentou a pontuação obtida pelo São Paulo durante os 12 jogos sob comando do técnico. "Um ponto negativo (das 12 partidas) é a pontuação. Um time como o São Paulo tem que estar melhor, tem que pontuar mais." . Diniz destacou a evolução tática do time e a melhoria nas estatísticas de posse de bola. Atualmente, o Tricolor é o quinto neste quesito, segundo dados do Footstats.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.