Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Futebol: Mais notícias

Futebol Grêmio

Após Everton e Pepê, meia vira alvo da Europa e é sondado pelo Ajax (HOL); multa rescisória ultrapassa R$ 500 milhões

Com a necessidade de negociar jogadores para manter as contas em dia, o Tricolor dos Pampas vê mais uma promessa valorizada no mercado

Bolavip

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

O Grêmio projeta prejuízos milionários em decorrência da crise provocada pelo período sem jogos, em meio à pandemia do novo coronavírus. O presidente Romildo Bolzan Júnior descarta investimentos em contratações, enquanto vê com bons olhos a possibilidade de negociar jovens promessas na próxima janela de transferências. 

As principais moedas do Tricolor Gaúcho no mercado da bola são os atacantes Everton e Pepê. O "Cebolinha", inclusive, voltou a ser especulado, nesta semana, como alvo do Napoli, da Itália, que poderia oferecer 25 milhões de euros (R$ 156,66 milhões) ao Grêmio. Uma outra joia da base, que vem sendo lapidada por Renato Portaluppi, também aparece na mira de gigantes.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

De acordo com informações do narrador Daniel Oliveira, o Ajax, da Holanda, sondou a situação do meio-campista Matheus Henrique. Os holandeses ainda não apresentaram uma proposta oficial, mas deixaram claro o interesse pelo camisa 7, que se firmou entre os titulares em 2019, como um sucessor de Arthur, vendido ao Barcelona.

Anteriormente, no último mês de abril, o presidente Romildo Bolzan Júnior já havia confirmado sondagens do futebol italiano por Matheus Henrique. Com contrato até o final de 2023, o meio-campista tem uma alta multa rescisória, estipulada em 80 milhões de euros (cerca de R$ 501 milhões, na conversão atual).

O Grêmio detém 70% dos direitos econômicos de Matheus Henrique, que foi destaque da Seleção Brasileira Sub-23 no pré-olímpico, no início do ano. Somando 69 atuações e seis gols como profissional, o jovem acumula os títulos de dois Campeonatos Gaúchos e uma Recopa Sul-Americana.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.