arrow_drop_down
search
Real Madrid v Paris Saint-Germain: Group A - UEFA Champions League

Futebol PSG

Ao ser questionado sobre "medo" de perder Neymar, Tuchel diz ter "conexão com o astro

O camisa 10 do PSG começou a partida desta terça-feira (26) no banco de reservas, contra o Real Madrid

Bolavip

Real Madrid v Paris Saint-Germain: Group A - UEFA Champions League

Real Madrid v Paris Saint-Germain: Group A - UEFA Champions League (Foto: 2019 Quality Sport Images, Getty Images Europe)

O já classificado PSG foi à Madri para enfrentar o Real, no Santiago Bernabéu. O que estava em jogo era a primeira colocação do Grupo A. Para muitos, seria um jogo sem muitas atrações. Inclusive, Neymar já estava confirmado no banco de reservas do time francês.

Desde que chegou ao PSG (2017), Neymar só havia ficado no banco uma vez

A ausência do camisa 10 no time titular gerou debate na imprensa mundial, que questionou o técnico do Paris, Thomas Tuchel, ao término da partida, sobre um possível "medo" de perder o astro por ter o deixado de fora dos onze iniciais - Tuchel foi categórico e afirmou não ter esse temor, já que tem uma boa "conexão" com Neymar.

"Não, não tenho medo (de perder Neymar). Temos uma conexão. Somos honestos. Fizemos a mesma coisa com Kylian (Mbappé) contra o Galatasaray. Ney vem de seis semanas de lesão, não era necessário se arriscar" - enfatizou o técnico alemão.

Já no intervalo da partida Neymar entrou, pouco fez e viu seu time ficar a dois gols de desvantagem dos espanhóis. Mas, aos 34' e aos 36', o PSG conseguiu o empate, com gols de Mbappé e Sarabia, respectivamente.

O técnico não negou que o fato do Paris já ter entrado em campo classificado deu mais tranquilidade para sacar Neymar, mas que também se preocupou com a saúde do atleta, que recém retornou de lesão. Para Tuchel, era importante manter a formação tática da equipe.

"Para mim, foi uma possibilidade para uma difícil partida com várias situações defensivas. Eu falei com ele honestamente. Todo mês, ele perdeu alguns dias. Eu tomei a decisão por ele, pela saúde dele. Não era o momento de mudar nossa estrutura" - explicou.

Na próxima partida pela Champions League, o Paris recebe os turcos do Galatasaray, dia 11 de dezembro.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.