30 jogadores que podem reforçar seu time na volta do futebol brasileiro

Futebol: Mais notícias

Futebol Futebol Brasileiro

30 jogadores podem mudar de ares e reforçar seu time no retorno do futebol brasileiro; todos são de nível Série A

Paralisação pela pandemia do Coronavírus deve causar mudanças significativas no planejamento dos clubes pelo país. Dispensas devem acontecer após a volta das competições e são vários os jogadores que têm chance de sucesso em outro Estado

Bolavip

30 jogadores que podem reforçar seu time na volta do futebol brasileiro

30 jogadores que podem reforçar seu time na volta do futebol brasileiro

Aguardando em casa confinados com o surto do Coronavírus, os clubes do Brasil também aproveitem a parada para analisar o mercado. Obviamente que não há dinheiro para contratar na maioria dos clubes da Série A, mas a crise financeira faz com que haja a possibilidade de demissões. Assim, pode haver uma verdadeira "barca" no retorno das competições. Nossa reportagem reuniu 30 jogadores que têm chances de dar a volta por cima em 2020, mas em uma outra equipe.

No eixo Rio-São Paulo, por exemplo, há mais de 10 opções de jogadores que procuram novos ares. No badalado Flamengo, Orlando Berrío vem quebrando o galho se Jorge Jesus na lateral-direito quando Rafinha está ausente. O colombiano já está na lista de negociáveis da diretoria, o que falta é encontrar um clube que arque com seus vencimentos. 

No rival Vasco, a "fartura" aumenta. Nas laterais, Rafael Galhardo e Cláudio Winck procuram alternativas em 2020. Na zaga, Breno ainda tenta se livrar das lesões e já tem caminho livre para buscar outra equipe, assim como Bruno César, considerada a maior decepção de São Januário no ano passado, dado o investimento da gestão de Alexandre Campello. O meia deve ganhar um dos maiores salários na Colina, algo próximo dos R$ 300 mil, e nem é relacionado.

Bruno César ainda não estreou em 2020 e está fora dos planos no Vasco. Foto: Getty Images

No Botafogo, o volante Fernandes e o atacante Leandrinho estão na "vitrine". Paulo Henrique Ganso não vem tendo chances na concorrência com Nenê como protagonista no Fluminense e poderia qualificar muito elenco da Série A. Em SP, o Palmeiras ainda busca um destino para Alejandro Guerra. Treinando separadamente, o meia venezuelano ganha alto salário e Maurício Galiotte quer se desfazer do jogador antes do fim do vínculo, que expira em dezembro. Outro que está em maus lençóis na Academia de Futebol é o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, que interessa ao Botafogo e ao Cruzeiro. 

Diogo Barbosa está em baixa no Palmeiras e é uma opção na lateral esquerda. Foto: Getty Images

Vizinho ao CT da Barra Funda, o São Paulo quer negociar Marquinhos Calazans, que decepcionou desde que saiu do Fluminense no ano passado. Fernando Diniz também pode liberar Everton, que perdeu espaço no Morumbi. No Corinthians, o volante Richard e o meia Araos lideram a "barca", que é grande mesmo na Baixada Santista. Uribe, Jean Mota e Evandro mal jogam e podem sequer voltar da quarentena. Bryan Ruiz, então, não joga há mais de um ano e procura a melhor solução para deixar o clube - custa em torno de R$ 500 mil mensais. No Paulistão, o meia Camilo, do Mirassol, é um que ainda também tem muita lenha para queimar na elite do Brasileiro. 

Pottker perdeu espaço no Internacional e pode reforçar muito clube na Série B. Foto: Getty Images

No Sul, o centroavante André puxa a fila em baixa no Grêmio junto do goleiro Júlio César. O meia Sarrafiore e o centroavante Willian Pottker fazem o mesmo caminho no rival Internacional. No CT do Caju, o experiente Jonathan aparece com vínculo próximo do fim no Athletico, assim como o goleiro Léo

Ricardo Oliveira vem no fim da fila de ataque de Jorge Sampaoli no Galo. Foto: Getty Images

Ricardo Oliveira e Di Santo correm riscos no Atlético-MG após a chegada de Jorge Sampaoli, que quer a contratação de outro centroavante. Clayton também é outro do ataque a deixar BH. No meio, Zé Welison está com os dias contados, pois Léo Sena deve vir do Goiás. No Sport, Elton está na berlinda e pode reforçar muito time de Série A. Régis ainda incomoda no Bahia e busca um destino para 2020, enquanto que Rogério Ceni pensa  em devolver Michel ao Grêmio já que o volante enfrenta seguidos problemas de lesao. 

Como se pode ver, há vários clubes que podem, durante a quarentena, promover mudanças radicais em seus elencos. Caso não queiram reforçar possíveis rivais, vale ainda a alternativa da Série B ou empréstimo para o exterior.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.