Equipe do Instituto Luisa Mell esteve, na manhã desse domingo (03), na mansão abandonada, no bairro de Higienópolis, área nobre de São Paulo, para resgatar animais deixados pela antiga moradora. A história da casa ficou conhecida através do podcast "A Mulher da Casa Abandonada", jornalista Chico Felitti, que vem liderando os acessos na plataforma Spotify.

O podcast viralizou com a história de Margarida Bonetti, uma foragida do FBI que se escondia na mansão. A apuração do caso ganhou grande repercussão e acabou reunindo populares em frente à casa, fazendo Margarida deixa o local, largando para trás duas cadelas. Toda a ação de regesgate foi registrada e publicada nos Stories da conta oficial do Instituto Luisa Mell.

A operação de foi apoiada pelo delegado e deputado estadual Bruno Lima (PP-SP), conhecido por apoiar a causa animal. "A casa está não somente insalubre, como com um cheiro terrível. E a dona foi embora! Vamos averiguar a saúde dos animais e entender se há abandono", dizem algumas das publicações feitas na sequência de Stories do Instagram do Instituto de Luisa Mell, que ainda vai averiguar se houve abandono.

O podcast "A Mulher da Casa Abandonada", que tem quatro episódios até agora, se tornou um sucesso ao contar o caso da mulher nos Estados Unidos que mantinha uma empregada doméstica em trabalho análogo à escravidão. O caso veio à público no fim dos anos 1990. O marido de Margarida e ela fugiu para o Brasil, se escondendo na casa de sua família em Higienópolis.