A reação de Giovanna Ewbank ao defender os filhos após o episódio de racismo, gerou grande repercussão. Entretanto, algumas pessoas criticaram a atriz. Entre elas, está Karina Bacchi, que questionou Giovanna por ter cuspido e dado tapas na mulher que cometeu o ato de racismo.

Karina comentou que Giovanna errou por agir de forma agressiva: "Eu concordo que a gente tem que defender os nossos filhos, mas eu não acredito que a defesa esteja em cuspir, em xingar, em bater, em agredir e o povo achando que a pessoa fez pouco", disse. Já Giovanna respondeu a crítica através de uma postagem no Twitter: "É método! Revolta quando se metem em como defendo meus filhos", disse Ewbank.

Giovanna também disse que algumas pessoas estão dando mais atenção para a reação dela do que para o preconceito sofrido pelos filhos Titi e Bless: "O fato de incomodar mais eu ter revidado a agressão racista, mostra como se ignora a violência que meus filhos e os angolanos sofreram. Diz muito mais sobre ela e quem concorda com ela [do] que sobre mim!", concluiu.

Após a declaração, Karina foi alvo de críticas nas redes sociais. A jornalista Maíra Azevedo, mais conhecida como Tia Má, falou que Karina queria causar uma polêmica: "Oh gente…quem não entendeu que a KB queria era isso…polêmica?? Ela quer mesmo se ajustar ao discurso conservador, e se fortalecer com esse público! Repostar ela…só faz ela crescer! E é exatamente o que espera e deseja!", escreveu a jornalista.