Golpes de PIX estão crescendo cada vez mais no Brasil, principalmente em capitais e grandes cidades. O número de tentativas chegou a cerca de 424 mil em abril e maio de 2022, o que corresponde a um aumento de mais de 350% com relação aos meses de fevereiro e março. A empresa responsável pelo levantamento é a PSafe, especialista em cibersegurança.

Emílio Simoni, executivo-chefe de segurança da PSafe, explicou o crescimento alarmante e ressaltou: “Isso corresponde a quase sete mil tentativas do golpe com este tema por dia, mais de 280 por hora e quatro por minuto somente entre os meses de abril e maio. E podemos ver que explorar a temática financeira é uma tendência entre os cibercriminosos”.

“E podemos ver que explorar a temática financeira é uma tendência entre os cibercriminosos, pois o mesmo crescimento está acontecendo com os golpes financeiros em geral”, completou. Para evitar cair em golpes, a empresa recomenda que, ao fazer um PIX, é necessário cadastrar a conta recebedora no app para evitar movimentações para chaves seguras.

Também é de extrema importância evitar cliques em links para realizar transferências e, caso precise receber o PIX de uma pessoa desconhecida, enviem uma chave aleatória ao invés de CPF, celular ou e-mail: “No controle, eles (os criminosos) podem acessar apps de banco e realizar transações bancárias”, finalizou Simoni. Além disso, a vítima pode ser induzida a baixar malwares.